1 de março de 2024
Absolute Wild
Foto: André Ramos / MTB Brasília

Review: Óculos Absolute Wild

Indicado para uso em ciclismo de alto desempenho, modelo da marca brasileira garante proteção máxima sem abrir mão do conforto

Marca nacional que mais tem investido no seguimento de componentes e acessórios para bicicletas e ciclistas, a Absolute Bikes conta com uma linha completa de óculos esportivos, que transitam entre o ciclismo de alta performance ao uso recreacional e casual.

Como já tivemos a oportunidade de constatar – através dos reviews dos modelos After e Nero, os óculos da Absolute conseguem aliar uma boa qualidade de construção, conforto visual e baixo preço, características sempre desejadas neste tipo de acessório. Para confirmar ou não a regra, dei início aos testes de mais um modelo de óculos da marca, desta vez o Wild.

Absolute Wild
Foto: André Ramos / MTB Brasília

Com seu estilo arrojado, o Wild possui o formato de lente similar ao modelo Prime SL, o modelo mais leve da marca, que utiliza um design sem armação (frameless). Ao contrário deste, entretanto, os óculos Wild contam com uma armação ao redor de sua única lente.

Para garantir o conforto e ajustabilidade, os óculos Absolute Wild contam com ponteiras das hastes em material emborrachado e ponte nasal ajustável.

A armação é construída em um composto denominado Grilamid TR-90, um plástico de engenharia desenvolvido pela empresa suíça EMS-Grivory, e que reúne uma série de características como durabilidade, flexibilidade e leveza, além de uma grande resistência contra choques físicos.

Absolute Wild

As armações feitas com esse material são extremamente flexíveis e não deformam com esse tipo de pressão. Além disso, o material não é afetado pela ação do sol, da luminosidade ou em contato com sais, seja na água marinha ou do suor.

Opções de cores e lentes

A Absolute Bikes disponibiliza três opções de combinação entre armação e lentes: armação preta com lente multicolor; armação azul com lente azul e armação preta com lente fumê (modelo testado).

Peso e conforto

Apesar de ser um modelo do tipo ‘fechado’, que protege boa parte do rosto, os óculos Absolute Wild em nenhum momento incomodaram devido ao peso, de apenas 36g, nove gramas a mais que o modelo Nero. Esta característica contribuiu para um bom nível de conforto, mesmo durantes pedaladas de longa distância em dias quentes.

Óculos Absolute Wild

A ponte nasal ajustável – que possibilita manter os óculos a uma certa distância do rosto –, em conjunto com aberturas de ar na parte superior da armação, resultou em um bom nível de ventilação evitando embaçamentos.

A lente

Construída em peça única, a lente em policarbonato dos óculos Absolute Wild são disponibilizadas em três opções de cores: azul, vermelho metalizado e fumê. Na avaliação, utilizei o modelo com lente fumê, que demonstrou possuir boa qualidade de construção, sem pontos de distorção em nenhuma parte de sua superfície.

Como todos os modelos da Absolute, a lente dos óculos Wild possui tratamento 400UV, contra os nocivos raios UV-A e UV-B. Sua construção multicamadas garante maior proteção contra impactos e riscos.

Óculos Absolute Wild

Em ambientes externos de alta luminosidade, a lente testada garantiu uma visão confortável e com bom detalhamento tanto nas regiões de altas luzes quanto nas sombras.

Em ambientes fechados ou de baixa luminosidade, a perda do detalhamento foi visivelmente maior do que em outro modelo da marca que testei, o Nero – este equipado com lente polarizada.

Óculos Absolute Wild

Qualidade da lente
Ventilação e conforto
Ajustabilidade
Visibilidade em ambiente com iluminação contrastada
Visibilidade em ambiente com baixa iluminação
Peso
Custo x Benefício

Muito Bom

Boa combinação de ajustabilidade, ventilação e qualidade ótica, aliado a um preço mais baixo que seus similares

Conclusão

Embora não seja o modelo mais leve da marca, os óculos Absolute Wild conseguem ser bastante confortáveis, graças a uma boa combinação de ajustabilidade, ventilação e qualidade ótica, tudo isto a um preço mais baixo que seus similares de marcas estrangeiras. Sem dúvida, uma ótima opção no mercado!

Pontos positivos

  • Variedade de cores e lentes;
  • Alto grau de proteção do rosto;
  • Ponte nasal regulável;
  • Conforto.

Pontos negativos

  • Baixo nível de detalhamento nas sombras.

Preço e disponibilidade – Disponível para a venda em lojas de bicicleta de todo o Brasil através da Isapa – proprietária e distribuidora da marca Absolute –, os óculos Absolute Wild são comercializados ao preço médio de 180 reais.

Sobre o autor

André Ramos é editor do website MTB Brasília
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização