12 de junho de 2024

Colnago celebra seu aniversário de 64 anos com nova bicicleta de estrada

Totalmente feita a mão, nova Colnago C64 conta com novo padrão de movimento central, desenvolvido em parceria com a CeramicSpeed

Para comemorar seus 64 anos de existência, a Colnago anunciou o lançamento de sua mais nova bicicleta de estrada, a C64, sucessora do modelo C60.

Produzida no tradicional método utilizado pelo fabricante italiano, a nova C64 é construída a partir de tubos de fibra de carbono unidirecional Toray 3K, colados às luvas de alumínio. Essa tecnologia, utilizada pela Colnago desde que a mesma passou a produzir quadros em carbono, resulta em uma bicicleta com características únicas de rigidez estrutural, sem abrir mão do conforto.

O quadro da C64 é construído a partir de tubos de fibra de carbono unidirecional Toray 3K, colados às luvas de alumínio

Fruto de dois anos de pesquisas e desenvolvimento, o quadro da nova C64 conta com tubulações mais largas, leves e duráveis que sua antecessora, a C60. A mais perceptível diferença, entretanto, é a construção de seu seat tube, que passa a formar uma única peça com as luvas do tubo superior e dos stays. Segundo o fabricante, esta solução proporciona uma maior rigidez do conjunto, ao mesmo tempo que reduz seu peso final, que na C64 é de 870 gramas (tamanho 54).

O seat tube é construído em uma única peça, integrada com as luvas do tubo superior e dos stays

O novo formato do seat tube da C64 conta também com uma blocagem interna para fixação do canote do selim. O ajuste é realizado através de um parafuso único localizado sob o tubo superior. Esta solução não apenas resulta em um acabamento mais limpo e aerodinâmico, como também reduz em 15 gramas o peso final do quadro.

Detalhe do parafuso de ajuste da blocagem do canote de selim da Colnago C64

O tubo da caixa de direção incorpora um novo design no formato triangular que, segundo a Colnago, reduz o peso final e aumenta a rigidez na área. A C64 utiliza uma caixa de direção especial produzida pela Concept, cujos copos superiores são feitos de um polímero especial, composto de fibra de carbono, nylon e elastômeros, que absorve as irregularidades do asfalto, proporcionando um nível de conforto jamais alcançado até então nas bicicletas da marca.

Os copos da caixa de direção da C64 são feitos de um polímero especial, composto de fibra de carbono, nylon e elastômero, que absorve as irregularidades do asfalto

O tubo inferior da Colnago C64 conta com um ressalto na região onde fica o suporte de caramanhola, que fica desta forma semi integrado ao quadro, solução já utilizada por outros fabricantes, como a Pinarello, proporcionando uma maior aerodinâmica na área.

Detalhe do tubo inferior do quadro da C64

Novo movimento central – Entre as tecnologias utilizadas pela C64, destaca-se o novo padrão de movimento central (mais um no mercado!) denominado ThreadFit82.5. Utilizado pela primeira vez em sua antecessora, a C60, o sistema conta agora com a colaboração da CeramicSpeed, um dos maiores especialistas do mundo na construção de rolamentos para bicicletas.

O novo padrão de movimento central foi desenvolvido em parceria com o fabricante dinamarquês CeramicSpeed

Como seu nome deixa explícito, o ThreadFit82.5 utiliza uma luva de alumínio com rosca no lugar dos sistemas de encaixe por pressão, utilizados na maioria das bicicletas de carbono. Os rolamentos do movimento central utilizam esferas de cerâmica, e contam com opções para montagem com grupos da Shimano, SRAM e Campagnolo.

Versatilidade – Graças a utilização de chainstays assimétricos e ao seu garfo redesenhado, a Colnago C64 é compatível com pneus de até 28mm de largura, mesmo em sua versão para freios de aro. A versão para freios a disco conta com blocagens thru-axles de 12mm e roteamento interno das mangueiras, graças a portas instaladas tanto na região do seat tube quanto na mesa do garfo.

Preços – Disponível em quatro esquemas de pintura distintos e com opções para freios de aro ou disco, a nova Colnago C64 será comercializada com preços a partir de 4.620 Euros (equipada com freios de aro e pintura standard), até 10.141 euros (com freios a disco e grupo eletrônico Shimano Di2).

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização