16 de junho de 2024
Foto: Justin Sullivan/Getty Images

Estudo sugere que capacetes de ciclismo não oferecem proteção real

Foto: Justin Sullivan/Getty Images
Foto: Justin Sullivan/Getty Images

Um recente estudo conduzido pelo neurocirurgião inglês Henry Marsh, aumenta a polêmica em relação ao uso do capacete por ciclistas, ao sugerir que os mesmos não oferecem proteção efetiva contra acidentes.

Henry Marsh, que trabalha no St George’s Hospital em Tooting, Londres, afirmou que já atendeu diversos ciclistas envolvidos em acidentes que utilizavam capacetes “frágeis demais” para oferecerem uma real proteção.

A declaração foi dada durante o lançamento do livro de ficção “Saturday”, do escritor Ian McEwan, cujo protagonista da obra é um médico neurocirurgião. Na ocasião, Marsh foi mais adiante, ao sugerir que ciclistas utilizando capacetes poderiam correm ainda mais riscos do que aqueles sem nenhuma proteção, já que o estudo afirma que motoristas tendem a dirigir mais próximos de ciclistas que utilizam capacetes, por considerar que estes estão mais seguros.

Marsh vai além: “Eu utilizo bicicletas e nunca utilizei capacete. Em países onde a utilização de capacetes é obrigatória não houve redução no número de feridos em acidentes”, disse. “Tenho visto e atendido muitos envolvidos em acidentes envolvendo bicicletas e esses capacetes não ajudam em nada.”

Em 2006 o Dr. Ian Walker, da Universidade de Bath, Inglaterra, afirmou que motoristas tendem a dirigir 8,5cm mais próximos de ciclistas, quando estes utilizam capacetes. Seu estudo sugere que os motoristas consideram os ciclistas que usam capacetes e roupas de lycra mais previsíveis e portanto, com menor risco de mudar de direção subitamente e serem atropelados.

No Reino Unido, assim como no Brasil, os ciclistas são obrigados, por lei, a utilizar refletores e iluminação de segurança a noite, mas o capacete é opcional.

Discordâncias – Os comentários do Dr. Marsh não foram bem recebidos pela comunidade ciclística e ativistas pela segurança no trânsito.

Angie Lee, chefe-executivo da Bicycle Helmet Initiative Trust disse: “Espero que o Dr. Marsh assuma a responsabilidade pelo ciclista que ficar ferido por deixar de utilizar o capacete graças a seus comentários”.

“Esta pode ser sua opinião pessoal, mas para contestá-lo existe um monte de outros neurocirurgiões que dizem o contrário”, disse.

“O meu conselho é o mesmo do Departamento de Transporte do Reino Unido: Use o capacete sempre, para proteger sua cabeça e sua vida”, completa.

Em estudo levado a cabo pelo Departamento de Transporte do Reino Unido, constatou-se que capacetes de ciclismo de boa qualidade e corretamente ajustados podem diminuir em até 16% o número de fatalidades.

Veja também:

Fonte: The Independent

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização