13 de julho de 2024
Mario Cipollini
Super Mario, Como Cipollini era conhecido no ciclismo - Foto: Divulgação

Ex-campeão mundial de ciclismo, Mario Cipollini é condenado a 3 anos de prisão

Além da sentença por agressão e ameaça de morte, ‘Super Mario’ deverá indenizar sua ex-esposa e seu atual companheiro a uma multa no valor total de 85 mil euros

O Tribunal de Justiça da região de Toscana na Itália condenou nesta segunda-feira (17/10) o ex-campeão mundial de ciclismo Mario Cipollini a três anos de prisão por agressão a sua ex-esposa Sabrina Landucci em 2017. O ex-ciclista também foi condenado por ter ameaçado de morte o atual parceiro de Landucci, o ex-jogador de futebol Silvio Giusti. No julgamento, Cipollini foi também condenado a pagar uma indenização de 80 mil euros à sua ex-companheira e 5 mil euros à Giusti.

Histórico de agressão – Considerado  por muitos como um dos melhores sprinters da história do ciclismo, Mario Cipollini nunca fugiu de polêmicas em seu histórico, mesmo enquanto estava no auge de sua carreira. Em 2000, o ex-ciclista italiano foi expulso da Vuelta a España após agredir o espanhol Francisco Cerezo com um soco antes do início de uma das etapas da prova. Em outra ocasião, Cipollini arremessou uma garrafa de água contra um dos motociclistas do staff da edição 2003 da prova de ciclismo de estrada Ghent-Wevelgem.

Atualmente com 55 anos, Super Mario – como é apelidado por seus fãs – aposentou-se do ciclismo em 2008 com nada menos que 189 vitórias no currículo e o título de campeão mundial em 2002, em Heusden-Zolder, na Bélgica.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização