16 de junho de 2024
CeramicSpeed OSPW Aero

CeramicSpeed apresenta seu novo braço de câmbio OSPW Aero

Visto pela primeira vez há pouco mais de um mês no Giro d’Italia, como cage de câmbio pode ser adquirido pela ‘bagatela’ de 739 euros

Um dos maiores especialistas mundiais em componentes de alto rendimento para ciclismo, a CeramicSpeed anunciou hoje o lançamento mundial de seu novo sistema OSPW de customização de câmbio traseiro, cujo diferencial é o uso de um cage fechado, que funciona como cobertura aerodinâmica.

CeramicSpeed OSPW Aero

Visto pela primeira vez há pouco mais de um mês, por ocasião da edição 2022 do Giro d’Italia, o braço de câmbio CeramicSpeed OSPW Aero causou polêmica ao ser utilizado pela equipe de ciclismo Astana em suas bicicletas Wilier de contrarrelógio, já que, pelas normas da União Ciclística Internacional (UCI), é vedado o uso de qualquer componente de bike que tenha como objetivo único reduzir a resistência aerodinâmica. Entretanto, a própria UCI adiantou-se declarando que no caso o acessório faria parte estrutural do cage do câmbio e que, por este motivo, não haveria irregularidade em sua utilização.

OSPW – Projetado para substituir o braço original do câmbio traseiro, o sistema OSPW (Oversized Pulley Wheel System, em inglês) consiste na utilização de polias sobre dimensionadas que utilizam rolamentos cerâmicos de alta performance e baixíssimo coeficiente de atrito, o que tecnicamente resulta em um aumento de rendimento da pedalada em média 2,5 segundos menor do que com um câmbio original, em um percurso de 25km, de acordo com o fabricante. Com a inclusão de um cage aerodinâmico, o arrasto pode ser reduzido em 40%, o que equivale a uma redução de tempo de 7,2 segundos em um percurso de 40km.

CeramicSpeed OSPW Aero

Para o desenvolvimento do novo OSPW Aero, a CeramicSpeed trabalhou em estreita colaboração com o laboratório aerodinâmico especializado em Formula 1 Drag2Zero, que testou em seu túnel de vento vários protótipos para compreender como o fluxo de ar influencia diretamente na performance aerodinâmica das transmissões da bicicleta.

Ainda que possa parecer uma peça simples, a caixa ou braço onde ficam abrigadas as polias responsáveis pelo tensionamento e guia da corrente encontra-se situada em uma zona difícil de lidar com o fluxo de ar, ao gerar turbulências oriundas do vento vindo da parte frontal da bike e do contrafluxo causado pela roda traseira. Além disso, ao ser tensionado pelo cabo de marcha, o próprio componente altera seu posicionamento em relação ao fluxo de ar.

Após um longo período de testes em laboratório e em provas do circuito mundial de ciclismo de estrada, os números resultaram em um aumento de rendimento entre 40 a 60%, se comparado aos câmbios originais de fábrica.

CeramicSpeed OSPW Aero
CeramicSpeed OSPW Aero é comercializado em versões para câmbios Shimano de 12 e 11 velocidades, além dos grupos SRAM AXS

Preço e disponibilidade – Recém-lançado no mercado mundial, o novo kit de customização OSPW Aero pode ser adquirido no site oficial da CeramicSpeed em três versões para grupos Shimano 9100 e 8000, nas versões anteriores de Dura-Ace e Ultegra; para Shimano 9250 e 8150; os atuais Dura-Ace e Ultegra de 12 velocidades; e para os grupos SRAM Red e Force eTAP AXS.

O preço do kit é de 739 euros, mais despesas de instalação.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização