4 de março de 2024
Rodrigo Yamaguchi
Todas as bicicletas que entram na oficina Yamabike são devidamente higienizadas - Foto: Divulgação

Risco do coronavírus altera a rotina das oficinas de bicicletas

Profissionais reinventam suas formas de atendimento, através de serviços de delivery e revisões apenas com hora marcada

Com as restrições de serviços e a política de isolamento horizontal adotada pelos governos estaduais na luta contra a pandemia do Covid-19, as oficinas mecânicas de bicicletas vivem uma nova realidade de ter que reinventar seu atendimento e modo de trabalho.

Considerado essencial em alguns estados como São Paulo, o trabalho das oficinas mecânicas para bikes possibilita a continuidade dos serviços de entrega por aplicativo ou telefone, além de possibilitar uma mobilidade urbana muito mais segura e isolada que os metrôs, ônibus e automóveis. 

Mesmo com a liberação do funcionamento entretanto, profissionais da área são obrigados a manterem os protocolos de saúde e de distanciamento.

Rodrigo Yamaguchi
Rodrigo Yamaguchi, da Yamabike – Foto: Divulgação

É o caso de Rodrigo Yamaguchi, proprietário da oficina especializada Yamabike, em Indaiatuba (SP). desde a adoção das medidas de isolamento, o profissional vem atendendo com a oficina fechada ao público, com atendimento apenas via agendamento.

“Dentro da oficina, todas as bicicletas são devidamente higienizadas e o uso das luvas é obrigatório. Também trabalho sozinho, o que dificulta o contágio entre pessoas”, diz Rodrigo.

Para a manutenção de garfos de suspensão e amortecedores – uma das especialidades da Yamabike –, o proprietário pode recorrer ao envio pelos Correios. Ao chegar na oficina, o produto é higienizado antes e depois da revisão.

Em Brasília, a maioria das oficinas que estão funcionando optaram pelo serviço de delivery, onde a bicicleta é retirada na casa do cliente e entregue revisada.

Cycling
A Cycling conta com um furgão e uma moto para o transporte de bicicletas – Foto: Divulgação

“Para moradores da região central de Brasília, não estamos cobrando pelo delivery, o que tem sido um grande atrativo para os clientes”, diz Marcos Vinícius, proprietário da Cycling Bike Shop. “Já teve o caso de eu ter que ir ao cliente apenas para encher o pneu da bike e acabei retornando com duas bicicletas para fazer revisão”, comemora Marcos.

A bordo de seu furgão ou de uma moto adaptada para o transporte de bicicletas, Marcos sempre sai equipado Com álcool líquido e em gel, para a higienização da bike antes do embarque. Na oficina, além da maior distância adotada entre os funcionários, as portas ficam fechadas. “Por enquanto, cliente não entra, só a bike”, conclui.

Esta também foi a estratégia da oficina Bike’nFix, localizada na Asa Norte. “No Plano Piloto (área central de Brasília), não cobramos taxa de retirada/entrega. O serviço funciona sob agendamento e no caso de uma revisão geral, entregamos a bicicleta no mesmo dia”, diz Ricardo Morais, proprietário da oficina, que faz realiza a busca e entrega das bikes equipado com luvas e álcool gel.

Ricardo Morais, da Bike'n'Fix
Ricardo Morais, da Bike’n’Fix – Foto: Divulgação

Oficina higienizada – De nada adianta tomar os cuidados necessários apenas da porta para fora da oficina. Pensando nisto, a BSB Tri Bike, oficina especializada localizada no Sudoeste, adotou uma série de medidas de assepsia do interior de suas instalações.

“Além do piso que é higienizado diariamente, todo o ferramental é devidamente esterilizado com desinfetante após seu uso”, afirma Harysson Gomes, proprietário da BSB Tri Bike. Para aumentar a segurança e o distanciamento, a oficina está excepcionalmente trabalhando com um mecânico a menos (o auxiliar foi redirecionado para outras funções). Na recolha e entrega da bike, o álcool gel é companheiro inseparável.

“Através do sistema de agendamento, estamos conseguindo entregar uma bike completamente revisada em dois dias no máximo”, completa Harysson.

Na região sul do país, as medidas de precaução contra o coronavírus não somente estão sendo seguidas a risca como servem como diferencial. É o caso da Kamikaze Bikes, de Porto Alegre (RS).

Kamikaze Bikes
O álcool para higienização faz parte integrante da bancada da Kamikaze Bikes – Foto: Divulgação

“Em minha oficina, toda bicicleta é higienizada antes e depois da revisão”, diz Juliano Spolidoro, da Kamikaze Bikes. “Toda bike a ser revisada é lavada na parte externa da loja com água e produtos de limpeza específicos antes de receber a manutenção. Aqui não entra bicicleta suja”, completa.

 De acordo com Juliano, após a revisão, a bicicleta é completamente higienizada com álcool nas regiões de contato, como manoplas e selim, que são posteriormente forrados com papel toalha até o recebimento pelo cliente.

Aestevão Bikes
Toda bike revisada na Aestevão Bikes é higienizada antes de ser devolvida ao cliente – Foto: Divulgação

Medida similar é adotada por Antônio Estêvão, proprietário da Aestevão Bikes, em Campo Grande (MS):

“Além de atender somente via agendamento, toda bike revisada aqui é higienizada antes de ser devolvida. Após o processo de assepsia, ninguém mais toca na bicicleta, a não ser o seu proprietário”, afirma Antônio, que não abre mão das luvas e das máscaras protetoras em sua oficina.

Serviço

Yamabike

  • Endereço: Rua Epaminondas Madeira, 124 – Jardim Bela Vista – Indaiatuba – SP
  • Telefone: 19 99781-3886
  • Instagram: @yamaguchirodrigo

Cycling Bike Shop

  • Endereço: SCLN 110 bloco B loja 18 – Brasília (DF)
  • Telefone: 61 3274-0591
  • Instagram: @cycling110

Bike’nFix

  • Endereço: SCLN 402 bloco B loja 71 – Brasília (DF)
  • Telefone: 61 3327-1604
  • Instagram: @bikenfix402norte

BSB Tri Bike

  • Endereço: CCSW 05 Edifício Antares Center loja 05 – Brasília (DF)
  • Telefone: 61 3257-0854
  • Instagram: @bsbtribike

Kamikaze Bikes

  • Endereço: Avenida São Borja 407 – Bairro Nonoai – Porto Alegre (RS)
  • Telefone: 51 9675-4790
  • Instagram: @kamikaze.bikes

Aestevão Bikes

  • Endereço: Rua Olávo Pereira da Silva, 200 – Carandá Bosque – Campo Grande (MS)
  • Telefone: 67 98466-3910
  • Instagram: @aestevaobikes
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização