15 de julho de 2024
Linha de montagem da Caloi, no Polo Industrial de Manaus (PIM) - Foto: André Ramos / MTB Brasília

Produção de bicicletas no Brasil atinge 45 mil unidades em maio

Ainda sob retração, produção no Polo Industrial de Manaus registra uma queda de 23,8% na comparação com o mesmo período de 2022

Os fabricantes de bicicletas instaladas no PIM (Polo Industrial de Manaus) produziram 44.713 unidades em maio. De acordo com dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo, o volume é 21,3% menor na comparação com o mesmo mês do ano passado (56.845 bicicletas) e 13,6% superior às 39.377 unidades registradas em abril.

No acumulado do ano, foram fabricadas 219.078 bicicletas, retração de 23,8% na comparação com o mesmo período de 2022 (287.534 unidades).

Produção de bicicletas no PIM

Maio 2022 Maio 2023 %
Unidades produzidas 56.845 44.713 -21,3%

Fonte: Associadas Abraciclo

A estimativa da Abraciclo é produzir 570.000 bicicletas este ano, o que representa redução de 4,8% na comparação com 2022 (599.044 unidades).

Produção por categoria -Em maio, a Mountain Bike (MTB) foi a categoria mais produzida no Polo de Manaus. Saíram das linhas de montagem, 26.025 unidades, volume 29,6% inferior às 36.969 bicicletas registradas no mesmo mês do ano passado. Na comparação com abril, houve aumento de 11,9% (23.249 bicicletas).

A Urbana/Lazer ficou em segundo lugar no ranking. Foram fabricadas 12.247 unidades, volume 13% menor na comparação com maio de 2022 (14.070 bicicletas) e 5,2% superior a abril (11.637 unidades. A Infantojuvenil fechou o quinto mês deste ano, com 4.437 bicicletas, aumento de 23,4% em relação ao mesmo mês do ano passado (3.596 unidades) e de 37,3% sobre abril (3.232 bicicletas).

Veja como ficou a produção alcançada em abril e os comparativos com o mês e ano anteriores:

Produção de bicicletas no PIM

Categoria Maio/22 Abril/23 Maio/23
A % B % C % C/A C/B
MTB 36.969 65,0% 23.249 59,0% 26.025 58,2% -29,6% 11,9%
Urbana/Lazer 14.070 24,8% 11.637 29,6% 12.247 27,4% -13,0% 5,2%
Elétrica 1.173 2,1% 415 1,1% 1.123 2,5% -4,3% 170,6%
Estrada 1.037 1,8% 844 2,1% 881 2,0% -15,0% 4,4%
Infanto-juvenil 3.596 6,3% 3.232 8,2% 4.437 9,9% 23,4% 37,3%
Total 56.845 100,0% 39.377 100,0% 44.713 100,0% -21,3% 13,6%

Fonte: Associadas Abraciclo

As posições no ranking mensal foram mantidas no acumulado do ano: MTB (133.779 unidades e 61,1% da produção total), Urbana/Lazer (56.216 bicicletas e 25,7%) e Infantojuvenil (18.485 unidades e 8,4%).

Distribuição por região – A região Sul foi a que mais recebeu bicicletas produzidas no Polo Industrial de Manaus (PIM) em maio. No total, foram enviadas 17.090 unidades, o que corresponde 38,2% do total fabricado. O segundo lugar ficou com a região Sudeste (15.547 bicicletas e 34,8% da produção), seguida pela Nordeste (5.228 unidades e 11,7%), Centro-Oeste (3.814 bicicletas e 8,5%) e Norte (3.034 unidades e 6,8%).

No acumulado do ano, o maior volume de bicicletas foi enviado para a região Sudeste (124.874 unidades, o que corresponde a 57% da produção). A região Sul recebeu 42.128 bicicletas e ficou em segundo lugar, com 19,2% da produção. Na sequência, vieram o Nordeste (22.413 bicicletas e 10,2% do volume fabricado), Centro-Oeste (16.407 unidades e 7,5%) e Norte (13.256 unidades e 6,1%).

Exportações – Em maio foram exportadas 740 bicicletas. O volume é 71% menor na comparação com o mesmo mês de 2022 (2.548 unidades) e bastante superior às duas unidades embarcadas em abril.

Segundo dados do portal Comex Stat, que apura os embarques totais de cada mês, analisados pela Abraciclo, o principal destino foi o Chile, que recebeu 300 bicicletas, o que corresponde a 40,5% do volume total exportado. A Bolívia e a Colômbia ficaram empatadas em segundo lugar (150 unidades e 20,3% das exportações), seguidas por Portugal (93 bicicletas e 12,6%).

De janeiro a maio, os embarques totalizaram 4.686 unidades, queda de 41,2% na comparação com o mesmo período do ano passado (7.975 bicicletas).

Ainda de acordo com levantamento do portal Comex Stat, analisados pela Abraciclo, os três principais mercados foram o Paraguai (1.693 unidades e 36,1% do volume total exportado), Bolívia (1.468 bicicletas e 31,3%) e Uruguai (794 unidades e 16,9%).

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização