16 de julho de 2024
Portugal
Foto: Divulgação / BEEQ Bikes

Portugal se consolida como o maior fabricante de bicicletas da Europa

Com mais de 3 milhões de bicicletas produzidas em 2022, volume de exportações de Portugal cresce 37% em relação ao ano passado e supera os 800 milhões de euros

Em uma economia global que parece ainda não haver se recuperado totalmente do período pré-pandêmico, Portugal é um dos países que tem melhor aproveitado as novas oportunidades do mercado de bicicletas. Em 2022, o país exportou mais de três milhões de unidades, em um aumento de 37% em relação ao ano anterior que alcançou um novo recorde histórico de vendas ao estrangeiro, que posicionou Portugal como o o maior fabricante de bicicletas da Europa.

Portugal
Fábrica de pedais Time da Sram em Coimbra: Um único turno produz até 1.200 pares de pedal e 4.500 taquinhos – Foto: Jo Beckendorff

Dados divulgados pela Associação Nacional da Indústria da Bicicleta – Abimota constataram que no ano passado as vendas de bicicletas ao estrangeiro faturaram nada menos que 755,6 milhões de euros, tendo a França, Alemanha e Espanha como principais destinos das bikes produzidas em Portugal.

Ainda em 2022, a exportação de bicicletas eletricamente assistidas (e-Bikes) aumentou nada menos que 60%, valor que, segundo a Abimota, projeta o país ainda em 2023 como um verdadeiro “estudo de caso internacional para o setor”.

Portugal
Foto: Divulgação / BEEQ Bikes

“Cerca 90% de todas as bicicletas fabricadas em Portugal são exportadas”, informa a Abimotao, “Isto inclui os Estados Unidos, país para o qual Portugal exportou bicicletas pela primeira vez no ano passado.

Para a Abimota, o sucesso português deve-se a uma aposta do empresariado do país por mercados competitivos, como os do centro e norte da Europa, que permitiram ao setor reforçar seu compromisso com qualidade e produtos de maior valor. Além disso, a indústria portuguesa também aposta em uma menor dependência dos mercados exteriores através do aumento da produção interna.

Portugal
Foto: Divulgação / Rodi Cycling

Boa parte deste notável crescimento deverá se manter nos próximos anos, graças ao plano de incentivo do governo português para a indústria, que investirá até 2025 mais de 250 milhões de euros como parte do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) de Portugal.

Outra contribuição notável para o aumento das vendas foi a histórica redução do imposto no país sobre as bicicletas para 6%, um feito histórico em nível mundial.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização