23 de abril de 2024
BMX Estilo Livre 2023
BMX Estilo Livre 2023 - Foto: André Vasconcelos / Divulgação

Bicampeão dos X-Games é destaque entre os participantes do BMX Estilo Livre 2023

Norte-americano James Foster é um dos destaques internacionais confirmados no evento, programado para os dias 11 e 12, em Carapicuíba (SP)

Nos dias 11 e 12 de março, a pista do Caracas Trail, no município paulista de Carapicuíba, considerada a melhor da América Latina, receberá o melhor do bicicross estilo livre do país e alguns destaques internacionais para a disputa da sexta edição do BMX Estilo Livre 2023. A competição colocará à prova a habilidade e radicalismo dos competidores em manobras radicais, numa disputa empolgante e de grande beleza visual. Nesta edição, uma das grandes atrações será a participação do norte-americano James Foster, bicampeão dos X-Games (2017 e 2018), que encabeça a relação de convidados do exterior e fará sua estreia no evento.

A programação do BMX Estilo Livre 2023 começará no dia 9, com treinos livres. No dia 10 será a vez dos treinos oficiais, enquanto as sessões classificatórias ficarão para o dia 11, estas com transmissão ao vivo pelo Canal SporTV. A final no domingo, dia 12, reunirá os oito mais bem colocados, com transmissão no Esporte Espetacular, no quadro Verão Espetacular.

Depois de uma base sólida feita em corridas de BMX e Motocross, James Foster mudou para o BMX freestyle, destacando-se em 2014 ao ficar em segundo lugar no Dreamline, um dos mais complicados eventos de BMX Dirt. A partir daí, conquistou inúmeros resultados positivos, centre eles seis medalhas nos X-Games, com destaque para as vitórias em 2017 e 2018.

BMX Estilo Livre 2023
BMX Estilo Livre 2023 – Foto: André Vasconcelos / Divulgação

Mas, na edição de 2019 dos X-Games, ele sofreu uma queda de quase dez metros na final da do Big Air, fraturando o quadril e o fêmur. Com foco e determinação, ele conseguiu dar a volta por cima e retornou ao circuito para seguir brigando no topo. Agora, o público brasileiro poderá ver de perto essa fera do BMX mundial.

Outro grande nome confirmado neste ano em Carapicuíba é o argentino Daniel Chaves, vice em 2022, que retorna ao Brasil na condição de um dos fortes nomes na briga pelo primeiro lugar. No currículo, ele tem o vice-campeonato do Toyota BMX Triple Challenge Final, em 2020, o 11º na USA BMX The Finals UCI Men C1, e neste ano, o 28º na Copa do Mundo da UCI de BMX Freestyle. Destaque também para seu compatriota Ezequiel Helmreich.

A lista ainda tem confirmados nomes fortes do circuito internacional como os colombianos Jorge Arias Ceballos, Jhon Jairo Peña Zapata, Carlos Alfredo Caycedo, Nicolás Castillo Jurado e Juan Sebastián Vaca Martínez, e o norte-americano Anthony Napolitan, todos com participação anterior no evento e conhecidos do público brasileiro.

Modalidade e sistema de disputa – A modalidade é o BMX Dirt Jumping, que é praticado em rampas de terra, com alturas e distâncias variadas, podem ser rampas únicas, doubles, ou sequências chamadas de trails. As manobras são uma mistura das manobras vistas no vert com os grandes saltos do bicicross.

O formato de disputa do evento prevê duas fases, a de qualificação e a final. Na primeira, serão duas voltas, que ao final apontarão os oito mais bem classificados para a fase final. Na final, serão três voltas, valendo a média das duas melhores. Em caso de empate, serão considerados pelo maior número de resultados expressivos e, se mesmo assim continuarem iguais, o critério será feito pela quantidade de manobras em cada rampa.

A avaliação do BMX Estilo Livre é feita por três jurados, sendo um deles o chefe (head judge). Estes avaliarão o desempenho dos atletas baseados em cinco critérios de julgamento: estilo, perfeição de execução das manobras, dificuldade de execução das manobras, suavidade e fluidez nos saltos e não pedalar. Além disso, a avaliação leva em conta as manobras executadas com estilo e segurança. O resultado será a média da pontuação dos três juízes, sendo descartadas as notas mais alta e mais baixa.

Resultados 2022

# Piloto País Pontuação
1 Gustavo Batista “Balaloka” Brasil 88,20
2 Gabriel Chaves Argentina 87,97
3 Cauan Madona Brasil 87,10
4 Felipe Manerim Brasil 86,50
5 Leandro Moreira “Overall” Brasil 83,53
6 Gabriel Ribeiro “Durace” Brasil 76,17
7 Mauro Júnior Brasil 72,53
8 Paulo Saçaki Brasil 45,87
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização