15 de julho de 2024
Festival da Bicicleta
Milton Gonçalves, diretor-executivo da Agem, falou sobre levantamento - Foto: Raimundo Rosa / Prefeitura Municipal de Santos

Debate sobre mobilidade urbana abre Festival da Bicicleta em Santos (SP)

Pesquisa iniciada há dois anos visa levantar ações que impulsionem a mobilidade urbana de forma sustentável na Baixada Santista

O debate sobre o Plano Regional de Mobilidade Urbana da Baixada Santista marcou a abertura do Festival da Bicicleta da Cidade de Santos 2022, nesta sexta-feira (11), na Associação Comercial (ACS). O diretor-executivo da Agência Metropolitana da Baixada Santista (Agem), Milton Gonçalves, explicou aos presentes parte do levantamento feito na região sobre o tema, que pode resultar em projetos saindo do papel, como uma ciclovia metropolitana.

Segundo ele, o estudo completo será demonstrado no dia 8 de dezembro para autoridades e para sociedade civil. A pesquisa começou há dois anos e visa levantar ações que impulsionem a mobilidade urbana de forma sustentável na Baixada Santista. O documento foi elaborado com recursos da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) e custou 500 mil euros (cerca de R$ 2,7 milhões em valores atuais). Com o estudo em mãos, a expectativa é de que as medidas possam ser concretizadas até 2040.

“A tão sonhada ciclovia metropolitana está no estudo. E espero que saia do papel em um futuro bem próximo. Este levantamento será um divisor de águas na região. Ele também trata de ônibus elétrico, porque inclui toda mobilidade sustentável. Há ainda a questão de equipamentos como bicicletários, inclusive próximos a estações do VLT”, adiantou Milton.

O objetivo do Festival, de acordo com o presidente da Associação Brasileira de Ciclistas, Jessé Teixeira Félix, é conscientizar as pessoas sobre a importância e os benefícios do uso da bicicleta como meio de transporte sustentável e meio de locomoção saudável.

“Santos foi premiada como cidade da sustentabilidade na quinta-feira (10) através da Rede Bandeirantes e o modal bicicleta colabora com o meio ambiente, menos emissão de CO2 na atmosfera. Então, o papel da bike para o meio ambiente é importantíssimo e se houver investimentos em bicicletários e ciclovias, por exemplo, todo mundo ganha com isso”.

Demais programações – No sábado, está programada aula de ciclismo para crianças até 10 anos que queiram aprender a andar de bike sem rodinhas. O evento será na Fonte do Sapo, na Aparecida, a partir das 9h30. No mesmo local, haverá um Pit Stop, onde ciclistas poderão realizar pequenos consertos, como troca de corrente ou o banco da bike.

Pedalada – O evento termina no domingo (13) com o passeio ciclístico pela ciclovia. A saída será no Parque Municipal Roberto Mário Santini, localizado no Emissário Submarino, às 10 horas. O percurso será feito pela ciclovia. Os participantes vão até o canal 6 e retornam para o Emissário.
Para participar, basta levar uma caixa de bombom. Toda a arrecadação será revertida para o Fundo Social de Solidariedade (FSS) de Santos. Informações pelo (13) 99135-0360.

Fonte: Prefeitura Municipal de Santos

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização