21 de julho de 2024
CBC
Equipe brasileira - Foto: Divulgação

Ciclismo brasileiro conquista 4 medalhas nos Jogos Sul-Americanos

Equipe brasileira de Mountain Bike somou dois ouros, uma prata e um bronze neste domingo na prova de XCO

O ciclismo brasileiro começou sua participação na décima segunda edição dos Jogos Sul-Americanos conquistando quatro medalhas na pista de MTB XCO montada na cidade de Encarnación, no Paraguai. No total, foram dois Ouros, uma Prata e um Bronze.

Raiza Goulão e Hercilia Najara
Raiza Goulão e Hercilia Najara – Foto: Divulgação

A primeira medalha de ouro desta edição dos Jogos foi conquistada por Raiza Goulão, que completou o percurso de Cross-Country Olímpico em 1h28min25seg, terminando isolada das adversárias após protagonizar um duelo contra a argentina Maria Agustina, medalha de prata com 1h29min20seg.

“Eu já conhecia boa parte da pista e sabia que era um percurso que exigia pedalar o tempo todo, mais rolado, então precisaria de muita força. Fizemos um excelente trabalho e a partir da terceira volta consegui abrir uma pequena vantagem e estabelecer um bom ritmo na liderança da prova. Estou muito feliz, foi muito bom voltar a representar o Time Brasil. Agora eu volto pra casa muito motivada, energizada, pronta para os próximos desafios”, declarou Raiza.

Fechando o pódio feminino, a brasileira Hercilia Najara marcou 1h29min50seg e ficou com a medalha de bronze. “Após lidar com um problema mecânico na primeira volta, mantive a mente alinhada e o corpo empenhado a fazer força do início ao fim para perseguir a medalha. A cada volta eu consegui retirar um pouco da vantagem das minhas adversárias para conquistar o meu lugar no pódio. Foi um grande dia para o ciclismo brasileiro. Agradeço à todos os profissionais do Time Brasil por todo trabalho e suporte para que eu estivesse pronta para a disputa”, afirmou Hercilia.

Gustavo Xavier e José Gabriel
Gustavo Xavier e José Gabriel – Foto: Divulgação

Elite Masculino – Com uma estratégia muito bem estabelecida, a equipe masculina fez bonito e garantiu uma dobradinha para o Brasil, somando duas medalhas para o ciclismo no primeiro dia de competições.

Gustavo Xavier protagonizou uma grande apresentação e a partir da terceira volta atacou forte para fracionar o grupo principal e impor seu forte ritmo na ponta da corrida. A tática deu certo e aos poucos o brasileiro foi abrindo vantagem para garantir a vitória com o tempo de 1h29min56seg.

“Excelente prova hoje. A disputa aconteceu em um circuito que me favorece bastante e conseguimos fazer um bom trabalho em equipe. Finalizei com a medalha de ouro após lançar um ataque na terceira volta e me manter na liderança até o final. Estou super feliz em conquistar esse título sul-americano para o Brasil”, comentou Gustavo.

Para confirmar a dobradinha, José Gabriel também precisou pedalar forte para se defender dos ataques adversários e conquistar a medalha de prata com 1h30min29seg. O colombiano Fabio Castañeda marcou 1h30min52seg e completou o pódio com o bronze.

“Hoje conseguimos fazer um bom trabalho em equipe e o resultado veio da melhor maneira com a dobradinha. Tivemos um começo de prova bem agressivo por outros atletas e logo na terceira volta conseguimos colocar a estratégia em prática. Na última volta, quando já não tínhamos mais perigo de perdermos a medalha de ouro, fiz um ataque e segui sem olhar para trás, somente pensando em assegurar a medalha de prata. Estou saindo contente pelo trabalho feito e pelo resultado conquistado pela seleção”, destacou José Gabriel.

A equipe brasileira de ciclismo volta a competir nesta segunda-feira, 3 de outubro, na prova de contrarrelógio individual do Ciclismo de Estrada com os atletas Ana Paula Polegatch, Ana Vitória Magalhães e Cristian Egídio.

Com informações da Confederação Brasileira de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização