17 de junho de 2024
Abraciclo
Foto: Divulgação / Abraciclo

Abraciclo promove encontro de profissionais da Indústria de Bicicletas

Evento reuniu fabricantes instaladas no Polo Industrial de Manaus – PIM com possíveis novos fornecedores de peças e componentes para bicicletas

A Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – promoveu nesta terça-feira (23/08) o I Encontro Empresarial Abraciclo da Indústria de Bicicletas. O evento reuniu possíveis novos fornecedores de peças e componentes e as fabricantes de bicicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus – PIM.

Abraciclo
Foto: Divulgação / Abraciclo

Com objetivo de estreitar o relacionamento entre os vários elos da cadeia de produção de bicicletas e promover oportunidades de negócios para reforçar o abastecimento de bicicletas ao mercado, o evento contou com a participação de mais de 100 profissionais de dezenas de empresas, representantes do governo federal e de entidades da Zona Franca de Manaus, como da SUFRAMA – Superintendência da Zona Franca de Manaus, da SEDECTI – Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo do Estado do Amazonas e da FIEAM – Federação das Indústrias do Estado do Amazonas.

As fabricantes de bicicletas instaladas no PIM atualmente trabalham com fornecedores estrangeiros para diversos componentes como, por exemplo, quadros, sistemas de câmbio, freios, suspensão, direção, selim e pneumáticos. Alguns desses componentes chegam a ter 100% de seu volume importado.

Paulo Takeuchi, diretor-executivo da Abraciclo, explica: “Nossa intenção é fomentar a industrialização deste segmento no Brasil, estimulando e promovendo a nacionalização de peças e componentes para aumentar a competitividade dos nossos produtos, não só no mercado local como também para atingirmos uma maior capacidade de exportação”.

A Abraciclo também está promovendo visitas guiadas aos centros de produção das fabricantes de bicicletas instaladas no PIM (Audax, Caloi, Oggi e Sense), apresentando na prática o quão alto é o ciclo tecnológico e de manufatura de suas associadas – alinhado, inclusive, aos principais mercados mundiais, com alta qualidade tanto de mão de obra quanto dos produtos ali fabricados.

“A pandemia da Covid-19, seguida pelo conflito na Ucrânia, fizeram com que o mundo globalizado precisasse rever suas estratégias de abastecimento e logística nos mais variados segmentos. Por isso nós, como associação que representa o setor de bicicletas, estamos promovendo esse encontro que não só aproxima as empresas, mas também incentiva a nacionalização de produtos, estimulando a produção local e a consequente criação de empregos”, finaliza Takeuchi.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização