17 de junho de 2024
Raiza Goulão
Foto: Cesar Delong / CIMTB

CIMTB define seu calendário para a temporada 2023

Estão mantidas quatro etapas para a definição dos campeões da próxima edição. Araxá, Taubaté e Congonhas, são os locais já confirmados, restando uma cidade-sede a ser definida

A Copa Internacional de Mountain Bike (CIMTB) acaba de definir o pré-calendário da temporada de 2023, que continuará com quatro etapas durante o ano. A abertura será em Araxá, de 14 a 16 de abril. A segunda etapa será de 23 a 25 de junho, em local a ser definido. A terceira etapa vai acontecer em Taubaté, de 4 a 6 de agosto, enquanto a decisão fica mais uma vez para Congonhas, entre 22 e 24 de setembro.

Etapa Classificação Data Localidade
XCO Classe HC / XCO Classe 1 / XCC Classe 3 14 a 16 de abril Araxá (MG)
XCO Classe 1 / XCC Classe 3 23 a 25 de junho A definir
XCO Classe 1 / XCC Classe 3 / UCI Junior Series 4 a 6 de agosto Taubaté (SP)
XCO Classe 2 / XCC Classe 3 22 a 24 de setembro Congonhas (MG)

As quatro datas da Copa Internacional de MTB 2023 já foram definidas nos calendários das entidades reguladoras do ciclismo, União Ciclística Internacional (UCI), Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e federações estaduais. A organização da CIMTB trabalha intensamente para confirmar em breve o local da segunda etapa, que substituirá o município de Petrópolis em seu calendário.

A grande novidade para comemorar os 20 anos em Araxá é que será realizado o tradicional Hors Class (HC) no domingo (16/04) e mais outra prova de XCO Classe 1 na sexta-feira (14/04), junto ainda com o XCC (Short Track) Classe 3 no sábado (15/04). Ou seja, serão ofertados no total 170 pontos aos campeões nos rankings UCI, olímpico e mundial, na soma das três provas.

CIMTB
Foto: Divulgação / CIMTB

“Essa é uma pontuação total que se aproxima muito de uma etapa da Copa do Mundo”, enaltece Rogério Bernardes, organizador do evento. “E ainda foi solicitado por nós da organização da CIMTB, junto a UCI, a inclusão da UCI Junior Series também em Araxá”, complementa o organizador da principal competição de mountain bike da América Latina.

Enquanto as etapas 2 (a ser definida) e 3 (Taubaté) da temporada de 2023 serão ambas XCO Classe 1 (60 pontos UCI) e XCC Classe 3 (10 pontos UCI), com a etapa taubateana recebendo ainda a UCI Junior Series, Congonhas terá XCO Classe 2 (30 pontos) e XCC Classe 1, para encerrar com chave de ouro a competição.

“Todas essas mudanças estão aguardando homologação da UCI, embora já tenhamos a aprovação da CBC. O fato é que nós queremos ampliar a participação e a importância da CIMTB no ciclo olímpico de Paris 2024. Com essas mudanças, continuaremos a ser um dos maiores eventos a oferecer pontos no mundo. Além disso, Araxá vai se consolidar como uma das maiores corridas do mundo nesse novo formato. Será um verdadeiro festival, com a presença de uma feira com as principais marcas do mercado, shows, entre outras surpresas”, afirma Rogério Bernardes.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização