24 de julho de 2024
Raiza Goulão
Raiza Goulão - Foto: Divulgação

Raiza Goulão relata sua conquista do Brasileiro de MTB Maratona

Atleta de Pirenópolis (GO) comenta seu primeiro título de Campeã Brasileira no XCM

Foi muito legal competir no Brasileiro de Maratona, em Castro Alves (BA). É sempre especial estar na Bahia, porque lá a receptividade do povo é algo incrível. Energia e carinho do público, que não dá para estimar.

Disseram-me que o percurso seria duro… E realmente foi! Fiquei muito surpresa pela organização da prova e gostaria de parabenizá-los, principalmente pela sinalização e por ter um percurso digno de Campeonato Brasileiro. Duro, desafiador, técnico e físico.

Infelizmente choveu, então a parte técnica acabou virando barro e alguns trechos viraram de ‘empurra-bike’. Infelizmente, não temos controle sobre o tempo e as condições adversas são para todos, ou seja, não está sob o nosso controle e só nos resta nos adaptar.

Minha estratégia era estudar as adversárias no início e sentir como seria o ritmo de prova. Do meio para o final, consegui impor o meu ritmo.

Raiza Goulão
Raiza Goulão – Foto: Divulgação

Minha terceira vez no Brasileiro de Maratona, mas a primeira vez que saio do calendário normal para competir no evento. E, para mim, foi bem positivo, porque no km 15 ou 16 já abri uma diferença para as demais ciclistas. Daí em diante, uma prova solo, em que não consegui me conectar em outros pelotões. E fiz tudo no meu ritmo.

O tempo inteiro subi com um torque pesado, me fazendo concluir que não escolhi a coroa certa para essa disputa. Assim, tive que assumir a escolha feita e me adaptar.

Minha bicicleta e corpo tiveram ótimo desempenho. Aprendemos a cada dia mais que, mesmo não estando no melhor dia, temos que aprender a performar. Cinco horas e três minutos de prova, completamente focada e pedindo a Deus que me guiasse, sem nenhum problema mecânico, nenhum machucado.

Agora, vamos para o grande objetivo do ano, que é o Campeonato Mundial, em que viajo dia 21 à noite, tendo também uma prova da Copa do Mundo. Ainda tenho outras provas este ano, mas a meta segue sendo o Mundial e também o Brasileiro de XCO.

Saí da Bahia muito motivada, com meu primeiro título de campeã brasileira de Maratona. Agora, estou em Mairiporã alguns dias, sábado (20) vou ao Shimano Fest para uma tarde de autógrafos e domingo (21) embarco para Europa, onde competirei na França e na Itália.

Sobre a autora

Raiza Goulão Henrique é ciclista olímpica brasileira especializada no Mountain Bike. Atual campeã Brasileira de Mountain Bike Maratona, foi bicampeã pan-americana de MTB Sub-23 e representou o Brasil nos Jogos Olímpicos Rio-2016 no cross-country feminino
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização