19 de junho de 2024
Lauro Chaman
Lauro Chaman - Foto: Juan Benavent / CBC

Seleção Brasileira conquista mais duas medalhas no Mundial de Paraciclismo

Lauro Chamam levou a prata e Carlos Soares conquistou o bronze na prova de resistência

Encerrando as disputas no Campeonato Mundial de Paraciclismo de Estrada 2022, a Seleção Brasileira somou mais duas medalhas neste domingo (14/8) na prova de resistência com os atletas Lauro Chaman (MC5) e Carlos Soares (MC1). No geral, a equipe brasileira conquistou quatro medalhas, sendo três bronzes e uma prata.

Carlos Soares
Carlos Soares na chegada – Foto: Juan Benavent / CBC

Defendendo o título da prova de resistência, Lauro Chaman foi o atleta mais marcado do pelotão MC5. Mas o brasileiro não se rendeu, fez uma prova agressiva, atacou, soube se defender bem e lutou até os metros finais, terminando com a medalha de prata após percorrer 81,9km. O francês Kevin Le Cunff levou o ouro, enquanto o australiano Alistair Donohoe completou o pódio com o bronze.

“Sempre sou muito grato a Deus por todas essas conquistas, estou feliz por estar no pódio mais uma vez. Claro que o objetivo maior era manter o título, mas o francês estava muito forte também e merece os parabéns. Agora é continuar batalhando para seguir somando pontos importantes para o Brasil no ranking mundial possibilitando conquistarmos o maior número de vagas possíveis para Paris 2024”, declarou Lauro.

Carlos Soares
Carlos Soares – Foto: Juan Benavent / CBC

Na categoria MC1, Carlos Soares também manteve o excelente desempenho para o Brasil e conquistou a terceira colocação na prova de 70,2km. O título ficou com o espanhol Ricardo Argiles e a prata foi para o americano Aaron Keith.

“Minha meta era conseguir uma medalha no Mundial desse ano. A última etapa da Copa do Mundo, disputada na semana passada, onde conquistei duas medalhas, fortaleceu ainda mais essa esperança e agora consegui conquistar essa tão sonhada medalha na prova de resistência. Foi um bronze, mas sem dúvidas tem um gostinho de ouro, além de uma importância imensurável na minha carreira”, destacou Carlos Soares.

Mundial de Paraciclismo de Estrada 2022
Lauro e Carlos com as medalhas – Foto: CBC / Divulgação

Entre os demais brasileiros, André Grizante (MC4), terminou na 8 posição, Victor Luise (MC2) na 14a colocação e Lucas Francisco (MC2) no 16° lugar. Victoria Barbosa (WC2) finalizou em 9° lugar, Telma Aparecida (WC5) ficou em 11° lugar e Ana Raquel (WC5) no 12° lugar. Na tandem, Gilce Cortes e Micheli Bernardeli (Piloto) completaram na 9ª colocação.

Fonte: Confederação Brasileira de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização