19 de junho de 2024
Raiza Goulão
Foto: Cesar Delong / CIMTB

Raiza Goulão comenta seu triunfo na etapa de Araxá da Copa Internacional de MTB

Após vitória na CIMTB, atleta de Pirenópolis (GO) foca nas próximas duas etapas da Copa do Mundo de MTB, em julho

A Copa Internacional de MTB (CIMTB) em Araxá é uma prova sempre muito esperada por todos. Corrida com aquele calor do público, algo muito especial. Estava contando esses dias, acho que foi meu 11º ano correndo lá.

Este ano fui com uma motivação a mais, depois de tudo que venho passando. Saí de Goiânia com uma vibração incrível do público, na Taça Brasil de XCO, e lá senti que o corpo estava respondendo bem aos treinos.

Raiza Goulão
Foto: Cesar Delong / CIMTB

Cheguei em Araxá um pouco em cima da hora. A pista sofreu algumas mudanças, mas foi uma prova que eu decidi, em ambas as corridas – XCC e XCO – fazer tudo com maior consciência possível. Arriscar o mínimo possível, correndo com cabeça e estratégia. E deu certo, ter sangue frio e estar focada.

Foi bom ver o quanto o nível das atletas brasileiras está alto e subindo cada dia mais. Parabenizo a Hercília, que vem tendo bastante evolução. Foi bacana demais disputar com ela o título dessas duas provas, volta a volta. Algo importante para evoluir o mountain bike feminino.

No sábado (25) tivemos uma prova de pista curta (XCC) e consegui fazer metade dela junto com o grupo e no fim me destaquei. Abri um gap e fui até o final na frente, para garantir o primeiro lugar.

No domingo (26) também tive êxito na estratégia traçada. Abri uma vantagem pra a Hercília após algumas voltas e consegui manter um ritmo constante e consciente, guardando um gás a mais caso alguma atleta chegasse em mim.

Fiquei realmente feliz pelas vitórias. Acho que o trabalho em equipe foi muito redondo. Fluiu bem demais, com os integrantes da Squadra Oggi. Agora, vou para Europa esta semana, onde disputarei no mês de julho duas etapas da Copa do Mundo de Mountain Bike.

Primeiro estarei competindo na Suíça, depois em Andorra. Será importante para sentir como está o ritmo das estrangeiras. Competimos lá em Petrópolis, no mês de abril, mas querendo ou não quando estamos lá fora, o start list é mais forte.

Agora é recarregar as energias por alguns dias em Pirenópolis, para em seguida embarcar para a Europa, na noite da próxima quinta-feira (30), junto com meu companheiro de equipe, José Gabriel.

Sobre a autora

Raiza Goulão Henrique é ciclista olímpica brasileira especializada no Mountain Bike. Bicampeã pan-americana de MTB Sub-23, representou o Brasil nos Jogos Olímpicos Rio-2016 no cross-country feminino do ciclismo
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização