4 de março de 2024
BikeHero

Startup brasileira apresenta tecnologia contra roubos e falsificação de bicicletas

Tecnologia BikeHero consiste na adição de uma chave digital irreplicável ao número de série analógico do quadro da bicicleta

Imagine comprar uma bicicleta e, na hora de revender ou de fazer o seguro, descobrir que ela é falsificada ou foi roubada de alguém? Com a atual tecnologia de número de série analógica, que utiliza letras e números definidos pelo fabricante, você realmente não tem muito o que fazer para evitar esta situação.

Com isso em mente, a startup brasileira BikeHero criou uma tecnologia que promete revolucionar o mercado da bicicleta, trazendo inúmeras vantagens não só para o consumidor final, mas também para fabricantes, lojistas e seguradoras: o Smart Serial Number, ou Número de Série Inteligente.

“A tecnologia Smart Serial Number consiste na adição de uma chave digital irreplicável ao número de série analógico de uma bicicleta”, explicou Duilly Cicarini, um dos criadores da plataforma BikeHero.

“Cada chave é gerada por um algoritmo próprio e alimentada já nos primeiros processos de fabricação e montagem das bicicletas, passando por todas as etapas, até o envio para a revenda ou distribuidor”, complementou.

Mais do que isso, a BikeHero promete reunir todos os dados e documentos da bicicleta em um endereço online único, oficial do fabricante, atrelado a um QR Code, facilitando todo o processo de compra, venda, transferência da bike, extensões de garantia e cashback – e sem baixar nenhum aplicativo.

Tecnologia testada e aprovada – Apesar de nova, a tecnologia de número de série inteligente da BikeHero não nasceu ontem. Na verdade, o projeto surgiu de uma parceria para implementação de seguros para a Specialized Brasil há cerca de 2 anos e, de lá para cá, já conquistou outros clientes como a Semexe. Além disso, os certificados da BikeHero são aceitos por todas as seguradoras brasileiras.

Para garantir a segurança dos dados, a startup utiliza tecnologia similar a dos bancos digitais na validação de identidades e certificação de posse. Por ser uma tecnologia 100% whitelabel, ela pode ser utilizada por qualquer fabricante.

Na Eurobike, uma das feiras de bicicletas mais importantes do mundo, a BikeHero apresentará uma grande novidade: a primeira bicicleta de linha equipada com a tecnologia no mundo, em uma nova parceria com a Audax Bike, um dos principais fabricantes de bicicletas do Brasil.

A tecnologia implantada nas bicicletas é aplicada diretamente na fábrica, antes do verniz da pintura. Assim, depois de comprar a bicicleta, basta o consumidor acionar o QR Code com qualquer telefone celular, fazer um rápido cadastro no site do fabricante e pronto: aquela bicicleta está atrelada àquela pessoa, em um endereço único na internet.

Assim, caso a bike seja roubada, verificar quem é o real proprietário dela é muito simples, dispensando inclusive outros documentos. Além disso, na hora de vender a bicicleta, é possível gerar um certificado de transferência totalmente online, eliminando a necessidade de recibos e documentos assinados em cartórios.

De quebra, o processo de fazer o seguro fica muito mais simples, já que a própria seguradora pode confirmar detalhes da bike e do proprietário digitalmente, reduzindo drasticamente a burocracia.

Combate efetivo ao crime – O grande trunfo da BikeHero é criar um número de série único, completamente digital, intransferível e totalmente rastreável. Por isso, uma bike fabricada com a tecnologia sempre terá um ‘dono’ definido. Assim, a única maneira de vender uma bicicleta furtada ou roubada seria raspar o número de série, o que rapidamente acende um sinal de alerta em qualquer consumidor.

Além disso, os fabricantes de bicicletas ganham um importante aliado na coleta de dados como: tempo de fabricação e controle de qualidade, performance de vendas e comportamento do consumidor final.

Outro detalhe é que a tecnologia torna a falsificação de quadros impossível, já que o número de série inteligente está atrelado ao fabricante, e o falsificador não tem acesso às informações para aplicar nas cópias.

“Nós conectamos bicicletas, literalmente. Qualquer marca valiosa é capaz de congregar uma comunidade em torno de si, mas existe uma barreira para estas marcas se conectarem diretamente ao seu consumidor, que hoje é essencialmente, digital. Acreditamos que podemos conectar diretamente as marcas aos seus consumidores, criando um novo mundo de oportunidades”, finalizou Duilly.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização