18 de julho de 2024
Copa Brasil de Paraciclismo
Foto: Wesley Kestrel / CBC

Paraciclistas consagrados vencem 1ª etapa da Copa Brasil

Etapa somou pontos para os rankings nacional e internacional da modalidade

Após dois dias de competição no Parque Olhos D’Água, em Ribeirão Preto (SP), a Copa Brasil de Paraciclismo conheceu os campeões da primeira etapa. A competição ainda irá passar por Leme (SP), que teve a data antecipada para os dias 30 e 31 de julho, e João Pessoa, marcada para os dias 24 e 25 de setembro.

Na categoria Masculina MC2, Victor Luis terminou com duas medalhas de ouro. O atleta de Goiás, que já havia vencido o contrarrelógio no sábado, levou também a melhor na prova de resistência, deixando Edson Fernando, de Maringá, na segunda colocação, e o peruano Yuber Pichihua em terceiro.

Lauro Chaman
Lauro Chaman – Foto: Wesley Kestrel / CBC

O atual campeão mundial de paraciclismo de Estrada, Lauro Chaman, competiu com o incentivo da torcida da família e entrou com tudo na disputa, terminando sua participação invicto. Neste domingo, durante a prova de resistência, Lauro se destacou dos adversários e cruzou a linha isolado para conquistar a primeira colocação da categoria MC5. Gilberto de Sousa ficou com a medalha de prata, e Soelito Gohr levou o bronze.

“É muito importante poder competir em circuitos como esse de Ribeirão Preto, que exigem o máximo dos atletas, isso é fundamental para todos evoluírem. Estou muito feliz com as duas medalhas de ouro e, principalmente, podendo vencer com o apoio da torcida da minha família que veio me prestigiar. Agradeço muito a Deus por tudo que ele tem proporcionado na minha vida”, destacou Lauro Chaman.

Jady Malavazzi
Jady Malavazzi – Foto: Wesley Kestrel / CBC

A atleta da Seleção Brasileira, Jady Malavazzi, foi mais uma vez destaque no Feminino e venceu as duas provas disputadas da categoria HW3. Mariana Garcia, também da WH2 finalizou com duas medalhas de prata.

No paraciclismo, as provas são divididas por classes: Ciclismo (C1 a C5), Handbike (H1 a H5), Triciclos (T1 e T2) e Tandem. Cada uma delas são subdivididas de acordo com o grau de deficiência dos competidores.

A Copa Brasil de Paraciclismo etapa de Ribeirão Preto foi uma organização e realização da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e Federação Paulista de Ciclismo (FPC), com apoio do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto.

Fonte: Confederação Brasileira de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização