19 de junho de 2024
Pâmela Oliveira
Pâmela Oliveira no topo do pódio - Foto: Fábio Falconi / Unlimited Sports

Reinaldo Colucci e Pâmela Oliveira vencem a 20ª edição do Ironman Brasil

Brasileiros garantem o pódio no masculino e feminino pela primeira vez na mesma edição da prova

O triatlo brasileiro fez história neste domingo. Pela primeira vez em suas 20 edições, todas elas em Jurerê Internacional, em Florianópolis (SC), o Ironman Brasil teve, em uma mesma edição, os representantes do país no topo dos pódios na Elite, no masculino e feminino. Neste domingo chuvoso na capital catarinense, o paulista Reinaldo Colucci e a capixaba Pâmela Oliveira foram os responsáveis por este grande feito, colocando o triatlo nacional cada vez mais em evidência, levando a torcida espalhada pelo percurso ao delírio.

Reinaldo Colucci
Reinaldo Colucci vence Ironman Brasil – Foto: Fábio Falconi / Unlimited Sports

Colucci completou os 3,8 km de natação, 180 km de ciclismo, e 42,1 km de corrida com o tempo de 7h48min27, a terceira melhor marca na etapa brasileira do Circuito Ironman, seguido pelo catarinense Igor Amorelli, 7h53mon10, e pelo também paulista Fernando Toldi, com 7h59min39, garantindo um pódio totalmente brasileiro. Colucci e Amorelli ficaram com a duas vagas para o Ironman World Championship 2022, no Havaí (EUA).

Já Pâmela, que antes da prova dizia que queria melhorar seu tempo de 2019, quando foi vice-campeã, cumpriu a palavra com sobras, baixando o tempo, conseguindo o melhor resultado de uma atleta nacional na prova, entrando para a galeria de campeões da prova e levando a vaga para Kona. Seu tempo foi 8h54min01, seguida pela suíça Joanna Ryter, 9h06min05, e a também brasileira, Bia Neres, 9h14min05. Pâmela e Bia representarão o país em Kona, uma vez que a segunda colocada já tem a vaga.

Agora, o Brasil acumula seis títulos no Ironman Brasil. No feminino, a fluminense Fernanda Keller venceu em 2004 e 2008, gaúcha Ariane Monticeli em 2015 e a capixaba Pâmela Oliveira em 2022. Já no masculino, o catarinense Igor Amorelli venceu em 2014 e Reinaldo Colucci em 2022.

Ironman Brasil
Foto: Fábio Falconi / Unlimited Sports

Prova – A briga pelo primeiro lugar no masculino já começou forte na primeira modalidade. Colucci e Igor saíram juntos da água, seguidos de perto pelo francês Arnaud Guilloux, que conseguiu encostar nos dois no pedal. Na corrida, Colucci começou mais forte e foi, aos poucos, abrindo vantagem para os adversários até conquistar sua primeira vitória no Ironman Brasil. Destaque também para Fernando Toldi, que no final conseguiu superar o francês e assegurar um lugar no pódio.

“Estou muito feliz. Fiz minha estreia aqui e como profissional em 2004 e agora, 18 anos depois, consigo minha primeira vitória. Conquistei muita coisa na minha carreira, mas faltava este título e fiz uma preparação forte parra vencer. Tinha certeza que poderia entregar um bom resultado e isso se confirmou. Mais feliz ainda por ter dividido o pódio com o Igor e Fernando”, declarou o campeão. “Quero seguir melhorando e pensar em Kona, que é o sonho de qualquer atleta. Desta vez, junto com o Igor”, completa.

Igor somou mais um resultado expressivo. Este segundo lugar tem uma gosto especial para o triatleta. “Foi um alívio grande depois de algum tempo sem muitos resultados. Bom saber que estou no caminho de volta. Ainda falta muito para o que eu quero, mas já começa a ficar melhor. Outro ponto importante foi ter conseguido a vaga para Kona. Já pensava que não iria mais competir lá e estar será especial”, disse.

Ironman Brasil
Foto: Fábio Falconi / Unlimited Sports

Já no Feminino, não houve tanta disputa porque a campeã não deu chance as adversárias. Mostrando estar em excelente forma, Pâmela começou a todo o vapor e abriu boa vantagem já na natação, aumentando no pedal e na corrida. Em sua segunda participação ficou com o lugar mais alto do pódio.

“Foi um dia completo, pois consegui meus três objetivos. Se tivesse obtido apenas uma já estaria satisfeita. A galera empurra muito e não tem como desanimar aqui”, explicou. A triatleta ainda destacou sua melhor preparação para a natação. “Em 2019 não dei muito valor à natação, mas desta vez treinamos muito. Pude nadar tranquila e consegui manter meu ritmo, saindo até descansada. Deu tudo certo e isso é mais importante”, finalizou.

Resultados Elite

Masculino

# Atleta País Tempo
1 Reinaldo Colucci BRA 7h48min27
2 Igor Amorelli BRA 7h53min10
3 Fernando Toldi BRA 7h59min39

Feminino

# Atleta País Tempo
1 Pâmela Oliveira BRA 8h54mn01
2 Joanna Ryter SUI 9h06min05
3 Bia Neresi BRA 09h14min45
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização