16 de junho de 2024
Copa do Mundo de Mountain Bike
Foto: Marcelo Rypl

Atual campeão mundial Sub-23, chileno Martin Vidaurre vence etapa da Copa do Mundo de MTB

No Feminino, a francesa Line Burquier foi a vencedora. Entre os brasileiros, destaque para Giuliana Morgen em quinto lugar e Gustavo Xavier em nono

Atual campeão mundial Sub-23, o chileno Martin Vidaurre iniciou a busca pelo título da Copa do Mundo de Mountain Bike da categoria, com vitória na prova de XCO – Cross-Country Olímpico, realizada em Petrópolis (RJ). No Feminino, a francesa Line Burquier liderou a disputa com vantagem de 56 segundos da segunda colocada, Sara Cortinovis, e levou a vitória com muita vibração.

Na primeira prova disputada na tarde deste sábado (9), Vidaurre – que também conquistou no último fim de semana a prova XCO Super Elite da CIMTB – cruzou a linha de chegada com o tempo de 1h03min32. O suíço Janis Baumann e o ucraniano Oleksandr Hudyma completaram o pódio. O terceiro lugar, inclusive, teve disputa até a linha de chegada, com Hudyma levando a melhor por apenas um segundo em relação ao americano Riley Amos.

Quem acompanhou a prova pôde testemunhar a garra dos atletas, que buscavam o pódio e pedalavam mais forte a cada volta em busca de uma melhor classificação – a distância do terceiro colocado para o sexto, ao fim da disputa, foi de apenas 12 segundos.

Vencedor da prova masculina, Martin Vidaurre, que brincou ao dizer que já se sente em casa no Brasil – fazendo referência à conquista deste sábado e a do último fim de semana – destacou a energia do público brasileiro e a estratégia de ter feito uma largada de prova forte.

“Me encanta correr no Brasil! A torcida é muito empolgante, eu gosto muito! Semana passada corri na elite (CIMTB – também realizada em Petrópolis) e também foi muito bom. A estratégia na prova deste sábado foi fazer uma largada forte. Não poderia cometer erros e consegui desempenhar bem meu trabalho. Estou muito feliz!”.

Gustavo Xavier
Gustavo Xavier – Foto: Nataniel Giacomozzi

Gustavo Xavier em nono lugar – O brasileiro Gustavo Xavier fez bonito na disputa e terminou a prova em nono lugar, levando a torcida à loucura com o seu desempenho e tendo seu nome gritado pelo público próximo a linha de chegada. Gustavo, que passou por dificuldades na prova – perdeu a dianteira na entrada do pump track, caindo em uma poça de lama logo na primeira volta – conseguiu se recuperar e terminar entre os dez melhores. Ele falou sobre as dificuldades ao longo da prova.

“A torcida brasileira deu um show! Isso com certeza nos motiva durante a prova. Na primeira volta acabei sentindo um pouco o ritmo, perdi algumas posições, mas consegui terminar no Top 10. A pista exige muito do atleta, mas só tenho a agradecer. Valeu a todos pela torcida”, avaliou Xavier.

Line Burquier
Line Burquier comemora vitória – Foto: Cesar Delong

Feminino – Com início às 15h45, a competição feminina do Sub-23 foi marcada por muita emoção e adrenalina. Em primeiro lugar ficou a francesa Line Burquier, que garantiu a vitória com o tempo de 1h00min22. Burquier imprimiu um ritmo forte durante a disputa e terminou 56 segundos à frente da segunda colocada, a italiana Sara Cortinovis. O Brasil conquistou grande resultado com a petropolitana Giuliana Morgen. Em uma prova de recuperação, Giugiu foi atrapalhada por uma queda logo após a largada, mas ainda assim, saiu do décimo para o quinto lugar na disputa, garantindo a colocação com 1h06min27.

A campeã da competição, Line Burquier, de 18 anos, disputou pela primeira vez uma edição de Copa do Mundo de Mountain Bike. A atleta falou sobre a emoção de estar disputando uma prova deste nível de competitividade. “Essa pista aqui no Brasil é uma loucura. Os brasileiros são muito apaixonados. Vê-los vibrando, emocionados, isso é muito bom depois de tanto tempo sem corridas”, disse a vencedora.

Giuliana Morgen
Giuliana Morgen – Foto: Ney Evangelista

Diferente da disputa entre os homens, a categoria feminina teve grande diferença de distância da quarta colocada, Sofie Pedersen para a quinta, Giuliana Morgen. As atletas ficaram cerca de quatro minutos de distância uma da outra.

Natural de Petrópolis, Giugiu, também de 18 anos, saiu literalmente nos braços da galera. Após a prova, ela foi até ao público presente para comemorar o grande desempenho na corrida “Não tem preço isso, nem nos meus melhores sonhos eu imaginava viver tudo isso”, falou animada.

Programação – Neste domingo (10), ocorrem as últimas duas provas da Copa do Mundo de Mountain Bike, para encerrar com chave de ouro do evento que marcou história no mountain bike mundial: a Elite Feminina, às 11h20, e a Masculina, às 14h35.

Transmissão das provas – No domingo, apenas a Red Bull TV transmitirá ao vivo a competição da Elite Feminina no XCO, às 11h. Já o XCO Masculino terá transmissão de ambos os canais, às 14h15 (Red Bull TV) e 14h30 (SporTV 3). Na segunda-feira (11), a SporTV 3 transmite a reprise da Elite Feminina no XCO, às 10h.

Resultados

Masculino Sub-23

# Ciclista Equipe Tempo Pontos
1 Martin Vidaurre Kossmann Lexware Mountain Bike Team 1:03:32 125
2 Janis Baumann Willier – Pirelli Factory Team XCO +0:36 100
3 Oleksandr Hudyma CST Postnl Bafang MTB Racing Team +1:07 80
4 Riley Amos Trek Factory Racing XC +1:08 75
5 Andreas Emanuele Vittone KTM Protek Elettrosystem +1:08 70
6 Simon Walter   +1:19 65
7 Luca Schätti Bike Team Solothurn +1:29 60
8 Dario Lillo   +1:34 55
9 Gustavo Xavier de Oliveira Pereira   +1:43 52
10 Leon Reinhard Kaiser Team Bulls +1:46 51

Feminino Sub-23

# Ciclista Equipe Tempo Pontos
1 Line Burquier Canyon CLLCTV 1:00:22 125
2 Sara Cortinovis Santa Cruz FSA MTB Pro Team +0:56 100
3 Giada Specia Willier – Pirelli Factory Team XC +1:46 80
4 Sofie Pedersen   +2:24 75
5 Giuliana Morgem Salvini Sense Factory Racing +6:05 70
6 Ruth Holcomb   +6:18 65
7 Ana Santos X-Sauce Factory Team +6:20 60
8 Roxane Vermette   +7:17 55
9 Catalina Vidaurre Kossmann   +7:39 52
10 Emilly Johnston Norco Factory Team +8:43 51
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização