17 de junho de 2024
Brasil Ride
Prova chega a sua terceira edição - Foto: Ricardo Vilela / Brasil Ride

3ª edição do Diverge Gravel Race Brasil Ride acontece em Botucatu (SP)

Prova será realizada neste sábado (4), com largadas e chegadas no charmoso Celeiro Restaurante. Edição inova, desta vez com três distâncias – 60, 120 e 180 km -, e com categoria de bicicletas e-gravel

Principal competição da modalidade gravel no país, a Diverge Gravel Race Brasil Ride tem sua terceira edição neste fim de semana . Durante todo o sábado (4), os ciclistas se desafiarão nas estradas de terra da região de Botucatu, na belíssima Cuesta Paulista. As largadas e chegadas das três distâncias – 60, 120 e 180 km – serão na arena montada no Celeiro Restaurante. Novidade que marca a temporada é a presença da categoria de bicicletas e-gravel, aumentando o apelo deste mercado em expansão.

Brasil Ride
Ciclistas em estrada de terra – Foto: Ricardo Vilela / Brasil Ride

A retirada de kit da prova tem início na sexta-feira (3), no próprio Celeiro Restaurante (Rodovia Gastão Dal Farra, Km 4 – Demétria), entre 17h e 19h. Na manhã do sábado também é possível retirar o kit, das 6h às 6h30 para os participantes dos 120 e 180 km, e das 10h às 10h30 para os ciclistas inscritos nos 60 km. A primeira largada do dia será às 7h, para os 180 km. Logo em seguida, às 8h, será a vez dos 120 km. Por fim, às 11h, é a vez dos 60 km.

Pontos de hidratação – A prova contará com dois pontos de hidratação: um na altura do km 23,5 do circuito e outro já na arena. Assim, quem competir o percurso de 120 quilômetros, por exemplo, poderá se hidratar nos km 23,5, 60, 83,5 e 120. Já os inscritos no percurso de 180 quilômetros terão opção de hidratarem-se nestes mesmos pontos e nos km 143,5 e 180 da prova. 

Brasil Ride
Visual da Cuesta Paulista – Foto: Ricardo Vilela / Brasil Ride

As edições anteriores – A Diverge Gravel Race Brasil Ride foi disputada pela primeira vez em abril de 2019, no Celeiro Restaurante. O título na geral ficou com João Paulo Firmino, que cruzou a linha de chegada no Celeiro Restaurante em 1h58min14seg, após percorrer os 65 km. Já a mulher mais rápida foi Victoria de Sá, em 2h29min43seg. 

Brasil Ride
Largada em abril de 2019 – Foto: Ney Evangelista / Brasil Ride

A segunda edição da prova, em novembro daquele ano, também foi um sucesso. Em clima de encontro com amigos, o evento reuniu no Celeiro Restaurante ciclistas de todo país, que encararam percursos com lindos visuais em duas distâncias: a dos 90 km ,em sua estreia no evento, e o percurso de 65 km. Douglas Santiago completou os 90 km de percurso em 3h02min50seg e foi o campeão entre os homens. Já a mulher mais rápida foi novamente Victoria de Sá, com o tempo de 3h50min30seg.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização