24 de fevereiro de 2024
Fodaxman Extreme Triathlon
Foto: Romulo Cruz / Flows

Fodaxman Extreme Triathlon abre inscrições para sua edição 2020

Somente 150 vagas estão disponíveis para etapa brasileira do XTri World Tour. Evento acontece dia 12 de dezembro

Após ingressar como prospect race no calendário de eventos do circuito mundial da XTri World Tour em 2019, o Fodaxman Extreme Triathlon firmou seu nome como uma das principais competições da categoria ao redor do mundo. Com tamanho sucesso a organização da competição anunciou a abertura das 150 vagas para o evento de 2020, que acontece em 12 de dezembro, mais uma vez desafiando os triatletas em 4 km de natação, 172,5 km de ciclismo e 42 km de corrida, em Santa Catarina. Os atletas interessados em participar do evento deverão acessar o site oficial do evento

Fodaxman Extreme Triathlon
Foto: Romulo Cruz / Flows

A edição passada contou com 90 atletas de 7 países, sendo a maior das quatro já realizadas. Para 2020 a organização espera quase o dobro de atletas devido a grande procura por vagas. No entanto, é importante ressaltar que o Fodaxman Extreme Triathlon é um evento que se diferencia pelo alto grau de dificuldade. Não à toa a prova é considerado o primeiro triathlon extremo das Américas. 

No ciclismo os triatletas encaram 3.650 m de altimetria acumulada incluindo a Serra do Rio do Rastro, com 7 km de inclinação média próxima a 20%. Na corrida serão 1.250 m de altimetria acumulada, sendo que 1.100 m apenas nos últimos 16 km, e a chegada acima de 1.800 m do nível do mar. A natação é plana, mas em compensação é no escuro, pois a largada acontece às 4h da manhã.

Fodaxman Extreme Triathlon
Foto: Eduardo Duks / MoveOn Digital

XTri World Tour – Em 2019 o Fodaxman Extreme Triathlon ingressou no calendário de provas do XTri World Tour como prospect race, com mais duas provas: Black Lake Xtreme Triathlon, em Montenegro, e Manx Xtreme Triathlon, na Ilha de Man. Os três eventos uniram-se ao Norseman (Noruega), Swissman (Suíça), Celtman (Escócia), Janosik Slovak (Eslováquia), Canadaman (Canadá), Swedeman (Suécia), Icon (Itália), Hispaman (Espanha) e Patagonman (Chile), sendo cada uma das provas do XTri World Tour classificatória para o XTri World Championship.

Presente no evento catarinense em 2019, o escocês Stuart McInnes, CEO do XTri World Tour, elogiou bastante o Fodaxman Extreme Triathlon. “Todos os elementos necessários para se fazer um grande evento estão reunidos aqui. Esse é o tipo de prova que procuramos. Especial, único, exclusivo, incrível, usando a natureza como parte do percurso”, declarou logo após o término da prova.

Fodaxman Extreme Triathlon
Foto: Eduardo Duks / MoveOn Digital

O percurso – Com largada de madrugada, em Siderópolis, a competição tem pela frente 4 km de natação, 172,5 km de ciclismo e 42,2 km de corrida, e conhecida por ser uma prova com altíssimo grau de dificuldade, entre elas a variação térmica, de  5º e 35º, e a altimetria, que totaliza quase 5.000 metros de ganho de elevação. 

Pela frente os competidores encaram a natação na barragem do Rio São Bento, com largada às 4h da manhã, sendo o primeiro grande desafio nadar no escuro. Os 172,5 km de ciclismo tem como maior desafio a Serra do Rio do Rastro, acumulando 3,650 metros de altimetria. Já os 42,2 km de corrida desafiam os triatletas em um percurso com muita elevação, 1,250 metros, e o trecho final acontecendo no Morro da Igreja, a 1,818 metros acima do nível do mar.

Campeões do Fodaxman Extreme Triathlon

  • 2017 (1ª edição – janeiro)  – Luiz Inácio Silva – 12h46
  • 2017 (2ª edição – dezembro) – Felipe Dayrell – 12h58 e Lívia Bustamante – 14h23
  • 2018 (3ª edição – dezembro) – Jonathan da Silva – 12h09 e Luiza Tobar – 12h58 (recorde de prova)
  • 2019 (4º edição – dezembro) – Thiago Menuci – 11h12 (recorde de prova) e Lívia Bustamante – 14h23
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização