29 de fevereiro de 2024
Caminho da Escola
Foto: Divulgação / Caminho da Escola

MEC anuncia a compra de 7 mil bicicletas para mobilidade de estudantes

As bicicletas serão usadas por estudantes, que chegam a percorrer, a pé, diariamente, 15 quilômetros para chegar à escola ou ao ponto onde passa o ônibus escolar

O Ministério da Educação (MEC) e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) iniciaram o processo de compra de 7.636 bicicletas, por meio do programa Caminho da Escola.

As bicicletas serão usadas por estudantes, que chegam a percorrer, a pé, diariamente, 15 quilômetros para chegar à escola ou ao ponto onde passa o ônibus escolar, segundo estudos do FNDE.

“Com os veículos, o MEC tem objetivo de diminuir a evasão escolar e melhorar a qualidade do transporte escolar, principalmente em áreas rurais e ribeirinhas”, diz nota do Ministério.

Caminho da Escola
Foto: Divulgação / Caminho da Escola

A bicicleta estará disponível em dois tamanhos, o aro 20 e o aro 26, e vão ter quadro reforçado, selim anatômico, para-lamas, descanso lateral, espelho retrovisor, campainha e refletores. Serão ofertados também bombas manuais para encher o pneu, ferramentas e capacetes de segurança.

Caminho da Escola

Programa demonstra preocupação em se adequar à geografia do Brasil, com a utilização de uma variedade de formas de transporte, como bicicletas e balsas, além de ônibus escolares

Caminho da Escola
Primeira entrega de bicicletas do programa, em 2011 – Foto: Roberto Stuckert Filho / PR
Criado em 28 de março de 2007, o Caminho da Escola é uma das ações do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) do Governo Federal. O programa apoia a compra de veículos para o transporte escolar de alunos da educação básica que residem na zona rural, visando renovar a frota, dar segurança ao transporte de estudantes e reduzir os índices de evasão escolar nessas comunidades. O órgão responsável pela sua operação é o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao Ministério da Educação.

Uma das inovações do programa foi colocar à disposição uma linha de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para que governadores e prefeitos possam adquirir diretamente meios de transporte como bicicletas, embarcações e ônibus adequados ao uso em vias rurais, certificados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) e com ciclo de renovação da frota estimado em dez anos.

Os estados, Distrito Federal e municípios interessados em adquirir as bicicletas devem acessar o Sistema de Gerenciamento de Atas de Registros de Preço (Sigarp) do FNDE e utilizar as atas do Fundo com recursos próprios ou fazer transferência direta, via Plano de Ações Articuladas (PAR).

Fonte: Agência Brasil, com edição de Fernando Fraga

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização