26 de fevereiro de 2024

Cientistas chineses criam bicicleta capaz de se movimentar sem intervenção humana

Processador eletrônico Tianjic que equipa a bike é capaz de executar algoritmos complexos de aprendizagem automática, graças a circuitos inspirados no funcionamento do cérebro humano

Uma equipe de cientistas chineses da Universidade Tsinghua de Pequim desenvolveram um novo processador eletrônico capaz de fazer com que uma bicicleta possa se movimentar sem intervenção humana, graças à inteligência artificial (veja vídeo acima).

Tianjic

Segundo os responsáveis pelo projeto, o novo chip, denominado Tianjic, é capaz de executar algoritmos complexos de aprendizagem automática, graças a uma série de circuitos inspirados no funcionamento do cérebro humano. Desta forma, uma bicicleta equipada com motor, sensores eletrônicos e um circuito equipado com o processador Tianjic é capaz de manter o equilíbrio, evitar obstáculos que encontre pelo caminho, receber instruções de comando por voz e até mesmo seguir uma pessoa.

Tianjic

Ao contrário da brincadeira de 1º de Abril (Dia da Mentira) postada pelo Google no ano passado, onde uma bicicleta circulava sozinha por uma cidade e que enganou boa parte de quem assistiu o vídeo, a bicicleta com o chip Tianjic já é uma realidade, de acordo com os cientistas chineses explicaram à prestigiosa revista científica Nature. Para seus criadores, esta singular bicicleta é apenas o primeiro passo para o aprimoramento de novos sistemas de inteligência artificial que dotará em um futuro próximo máquinas capazes de realizar de forma autônoma tarefas sem a intervenção humana.

O resultado do trabalho dos cientistas chineses pode ser visto em um vídeo publicado no YouTube que mostra dois cenários diferentes: No primeiro, a bicicleta supera eficazmente um obstáculo e obedece a comandos de voz para mudar sua direção e ajustar a velocidade. No segundo segue uma pessoa, evitando uma série de cones de trânsito pelo caminho.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização