24 de fevereiro de 2024
Rotor Mountain

Rotor Mountain, o primeiro grupo transmissor de acionamento hidráulico para MTB

Derivado do grupo de estrada Rotor Uno, nova transmissão de 1×13 velocidades para mountain bikes utiliza acionamento hidráulico em substituição aos cabos de marcha

O fabricante espanhol de componentes para bicicletas Rotor anunciou o lançamento de um novo grupo de transmissão para mountain bikes que utiliza acionamento hidráulico para a troca de marchas, em substituição aos conduítes e cabos de aço.

Baseado no grupo de estrada Rotor Uno lançado no ano passado, a nova transmissão da marca espanhola Rotor chega ao mercado para competir com grupos mecânicos e eletrônicos topo de linha das marcas Shimano e SRAM, com um segundo diferencial: uma relação de 1×13 velocidades.

Rotor Mountain

Acionamento hidráulico – Lançado oficialmente no ano passado após três anos de testes, a transmissão de acionamento hidráulico da Rotor propõe – assim como nos sistemas de acionamento eletrônico -, eliminar as interferências causadas pelo desgaste natural dos cabos e conduítes de marcha comuns, resultando em trocas rápidas e precisas, aliadas à baixa taxa de manutenção.

O câmbio traseiro conta com uma caixa blindada denominada Armoured Box que abriga um pistão que força a movimentação do descarrilhador quando acionado pelo trocador. Quando liberado, uma mola força o câmbio a retornar a sua posição original. O ajuste é efetuado através de um dial localizado no trocador de marchas, que por sua vez é conectado ao câmbio através de uma única mangueira hidráulica, similar às utilizadas nos modernos freios a discos para bikes. 

Rotor Mountain

Uma característica interessante do sistema de transmissão da Rotor é o botão “Return to Origin” que, uma vez acionado, faz com que o câmbio pule de uma só vez para o menor pinhão do cassete, facilitando assim a operação de retirada da roda traseira. Outra vantagem do sistema é que, em caso de pane na transmissão, é possível posicionar fisicamente a transmissão em um dos pinhões, permitindo assim ao ciclista retornar para casa pedalando, ainda que em uma única marcha.

Cassete de 13 velocidades – Além do seu sistema de acionamento, o grande destaque do novo Rotor Mountain é a utilização de um cassete de 13 velocidades. Graças a ele, é possível contar com uma relação de 10-52 dentes, que conta com um escalonamento mais racional e eficiente, sem saltos significativos durante as trocas de marcha. Para isto, a marca espanhola projetou pinhões com rampas de troca com a tecnologia exclusiva Flow Ramp, que favorecem trocas rápidas mesmo nas situações de máxima tensão da corrente, como nas subidas técnicas.

Rotor Mountain

Para favorecer o escalonamento, o cassete do Rotor Mountain conta com um pinhão de 11 dentes situado entre os pinhões de 10 e 12 dentes, evitando saltos bruscos durante as trocas.

Além do cassete de 13 velocidades e relação 10-52 dentes, a Rotor disponibiliza para seu novo grupo as opções 10-46, 10-39 e 10-36 dentes, além de poder utilizar uma configuração de 12 velocidades, com opções de cassete 11-36, 11-39, 11-46 e 11-52 dentes.

Trocador de marcha – O trocador de marchas do novo grupo Rotor Mountain utiliza uma alavanca de acionamento onde um acionamento curto faz com que as marchas desçam, enquanto que um acionamento até o fundo de seu curso promove a subidas dos pinhões. Através do sistema Pressure Point Adjustment é possível ajustar manualmente o tato e o comportamento da alavanca, possibilitando assim a escolha do curso do acionamento.

Rotor Mountain

Compatibilidade – Compatível com a maioria das bicicletas MTB do mercado, o novo grupo Rotor Mountain necessita de um cubo traseiro Boost especialmente desenhado para funcionar com o cassete de 13 velocidades.

Opções e preços – Serão disponibilizadas três versões distintas para o novo grupo Rotor Mountain, abaixo descritas:

1X13 Mountain Performance

Rotor 1X13 Mountain Performance
Rotor 1X13 Mountain Performance

Voltados ciclistas competitivos que analisam seu rendimento com o uso de medidores de potência e que buscam maior capacidade de escalada e cadência, o grupo Mountain Performance inclui o câmbio traseiro, trocador de marchas, pedivela Rotor MTB 2INpower, cassete de 13 velocidades, cubos Rotor RVolver de 13 velocidades, coroa Rotor 1x e corrente KMC. Preço: 2.549 euros.

1X13 Mountain Superlight

Rotor 1X13 Mountain Superlight
Rotor 1X13 Mountain Superlight

Para ciclistas de alto rendimento que procuram por um grupo de transmissão leve para descidas técnicas de alta velocidade e um pinhão adicional para subidas. Inclui câmbio traseiro, trocador, pedivela Kapic Carbon, cassete de 13 velocidades, cubos Rotor RVolver de 13 velocidades, coroa 1x e corrente KMC, ao preço de 1.799 euros.

1X13 Mountain Ready

Rotor 1X13 Mountain Ready
Rotor 1X13 Mountain Ready

Para ciclistas que desejam atualizar sua transmissão atual de 12 velocidades com um sistema hidráulico leve e confiável. Inclui câmbio traseiro, trocador de marchas, pedivela Rotor Kapic, cassete de 12 velocidades, coroa Rotor 1x e corrente KMC, por 1.399 euros.

De acordo com o fabricante, o novo grupo Rotor Mountain deverá ser disponibilizado nas lojas de todo o mundo a partir de outubro.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização