28 de fevereiro de 2024
Desafio das Opalas
Foto: Márcia Cristina / Divulgação

Desafio das Opalas define campeões piauienses de MTB Maratona

Prova realizada no Parque Nacional de Sete Cidades reuniu 190 atletas na disputa por pontos válidos pelos campeonatos nacional e estadual de MTB XCM

Uma prova técnica com alto grau de dificuldade para os atletas, especialmente para os inscritos nas categorias oficiais da Confederação Brasileira de Ciclismo – CBC. Esse foi o cenário que os 190 ciclistas inscritos no 3º Desafio das Opalas enfrentaram neste domingo (2/6).

A prova largou do Parque Nacional de Sete Cidades, no município de Piripiri, região norte do Piauí, com chegada no Morro do Gritador, em Pedro II. A competição valeu pelo Campeonato Piauiense de Mountain Bike Maratona – prova única, 5ª etapa do Campeonato Piauiense de Mountain Bike Maratona e ranking nacional – classe XCM1 da CBC.

Desafio das Opalas
Foto: Márcia Cristina / Divulgação

Essa foi a primeira competição oficial de uma entidade federativa a percorrer trilhas dentro de algumas das cidades que compõem o parque, marcado por sua exuberância, mistérios e muitas belezas naturais, como riachos, olhos d’água, cachoeiras e a fauna e flora peculiares.

Os atletas tiveram concentração e partida do Centro de Visitantes, localizado na entrada do parque, que é gerido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Dentro do parque, foram 18 Km de trilhas, sendo sete deles em singletracks, passando por vários monumentos rochosos de algumas cidades de pedras do parque, que são a razão da existência do local, datado de mais de oito mil anos.

Desafio das Opalas
Foto: Márcia Cristina / Divulgação

“Essa trilha por onde eles percorreram foi inaugurada em 2018, está toda sinalizada e em ótimas condições”, disse o chefe do parque, Valdemar Justos. Para a compensação ecológica do uso do parque, a direção do Desafio das Opalas fez a doação de 24 lixeiras para 7 Cidades, além de ampla divulgação do local, que visa atrair mais visitantes.

A prova teve 87 Km de percurso cronometrado para as categorias oficiais e 45 Km para os participantes da Turismo. O comissário de mountain bike da Confederação Brasileira de Ciclismo, Denilson José Gomes, avaliou a prova como alto grau de dificuldade para os competidores, em um ambiente cheio de muitas pedras, altimetria elevada e travessias em riacho.

“Para conseguir superar todos os obstáculos, os atletas teriam que ter muito conhecimento técnico, incluindo o uso de lubrificantes para uso nas passagens de água, necessário para evitar rompimento de correntes, por exemplo. Muito técnica, uma bom desafio”.

A chegada dos atletas das categorias duplas, turismo, open Júnior e Juvenil aconteceu no restaurante O Machado, no Açude Caldeirão, em Piriripi, e a chegada das categorias federadas no Mirante do Gritador, em Pedro II, onde também todas as categorias foram premiadas e um dos cartões postais mais visitados do Estado. Por lá, eles encontraram toda estrutura seguindo o regulamento da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) com segurança e organização.

Desafio das Opalas
Foto: Márcia Cristina / Divulgação

O campeão geral do Desafio das Opalas foi Rogério Ferreira, categoria Master A2, da equipe Timon Bikers Adventure, da cidade de Timon, no Maranhão. “A prova foi muito dura, mas me preparei para ela com muito treino, principalmente para a subida do Gritador, o trecho de maior grau de dificuldade”. Esse trecho ao qual o atleta se refere foi um verdadeiro teste de superação e resistência, pois tratou-se de um percurso travado de cerca de sete quilômetros de subida e alguns pontos de grande perigo, com precipícios, pedras, trechos de calçadão, onde pedalar em alguns pontos era impossível, o jeito era empurrar.

Entre as mulheres, o menor tempo ficou com Maria do Socorro, de Teresina. Um dos atletas praticamente estreante em competições oficiais de mountain bike, Décio Rocha Rodrigues, de Teresina, categoria Master B1, avaliou a prova como dura e muito difícil. “Treinava entre 40 e 50 Km e pegar uma prova longa dessas é bem diferente. É uma luta comigo mesmo, é uma tentativa de superação”. Décio já competiu em enduros de moto, esporte em que já foi campeão piauiense e duas vezes vice-campeão e agora pratica outros esportes como kitesurf, skate e paraquedismo.

De geração para geração – O Desafio das Opalas produziu uma história de superação nesta edição. Alguns atletas se machucaram e até chegaram a passar mal na chegada da prova, nada demais a não ser o esforço para cumprir o percurso total. Mas uma história chamou mais atenção, por ser em família. O atleta Fernando Soares, o pai, Yarla e Yan, os filhos e Mayrla, a mãe, que moram no município de Altos, a 30 Km de Teresina, estavam na prova e faltando sete Km para o final, Fernando Soares sentiu-se male e foi resgatado com sua bike para a linha de chegada.

Quando o carro de resgate passou pela Subida do Purgatório, faltando cerca de cinco quilômetros para o final, Fernando avistou os dois filhos na trilha, desceu do carro, recuperou as forças e seguiu os dois a pé. Yarla tem apenas 20 anos e somente seis meses que pedala, mas conseguiu completar a prova, para orgulho dos pais. Os três terminaram a prova juntos, emocionando a todos na linha de chegada, inclusive a mãe e esposa Mayrla, que é o apoio dos atletas. Fernando Soares é o atual campeão brasileiro de Mountain Bike Maratona, categoria Master C1, título conquistado por ranking nacional, e também o campeão piauiense do ano passado.

Resultados

3º Desafio das Opalas

Elite Feminino

  1. Maria do Socorro da Silva Vasconcelos
  2. Yarla Raniery de Araújo Oliveira
  3. Ana Lúcia Bezerra Soares

Master Feminino

  1. Antonia Luíza Rodrigues dos Santos (Pituíba)
  2. Kely Cristina Nunes
  3. Cristiany Siqueira Dantas
  4. Sabina Fraga da Silva Passos
  5. Layane Lima de Sousa

Elite Masculino

  1. Francisco Édio Neves da Silva
  2. Lucas Ribeiro
  3. Antonio Marcelo Trindade
  4. Waldeanderson de Sousa Silva
  5. Kennedy da Silva Oliveira

Master A-1

  1. Antunes Sousa
  2. Antonio Ricardo da Silva Damião
  3. Cristiano Nascimento
  4. Samuel dos Santos
  5. Gustavo Marinho

Master A-2

  1. Rogério Ferreira do Nascimento – campeão geral Tempo: 4h1458s
  2. Francisco de Assis de Araújo
  3. Francilângio Pinto
  4. Isiran Isidorio de Carvalho
  5. Gutemberg Andrade Freitas

Master B-1

  1. Lindomar Ferreira dos Santos
  2. Adelmar Andrade de Carvalho
  3. Joceano Lustosa Alves
  4. Marcos Vinicius Moraes Sousa
  5. Francisco Clemilton de Abreu

Master B-2

  1. Ernane de Castro Costa
  2. Bonifácio Teixeira Lima
  3. Fábio Nogueira Dantas
  4. Jessé Silva Sousa
  5. Francisco Durval do Nascimento

Master C-1

  1. Joselito Gomes da Silveira
  2. José Ribamar da Silva
  3. Ricardo Melo
  4. Francisco Gustavo
  5. Francisco Edmar Carvalho da Silva

Over

  1. Paulo César Ferreira da Silva
  2. Aldo Ferro e Silva Neto
  3. Antonio Francisco de Oliveira
  4. Edvaldo Santos Silva
  5. João de Deus Soares Filho

Sub-30

  1. Manoel de Sousa Santos
  2. Renato Sousa Fontes
  3. Cromwell Andrade Neto
  4. Lucas Almeida
  5. Francisco Guilherme da Costa Silva

Categorias com percurso reduzido – 47 KM

Junior

  1. Gustavo Carvalho
  2. Breno Jhesnneir[/toggle

Juvenil

  1. João Victor Magalhães Pessoa
  2. Júlio Lopes de Sousa Filho]

Turismo Masculino

  1. Tiago Maia
  2. Carlos Magno de Melo Andrade
  3. Francisco Welden de Sousa
  4. José Júnior
  5. Aurélio Magalhães

Turismo Feminino

  1. Rosa Maria Cordeiro
  2. Sabrina Paula de Sousa Bezerra
  3. Denise Torres dos Santos
  4. Laine Beatriz Solano da Silva
  5. Maria dos Remédios Lima

Dupla

  1. Rodrigo Aguiar/Francisco Anderson
  2. Maxwell Custódio/César Magalhães
  3. Victor Antunes/Mario Pereira
  4. Ernando dos Santos/Djalma Costa
  5. Cícero Leandro/Francisco das Chagas
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização