26 de fevereiro de 2024

Rotor 1×13, o primeiro grupo de transmissão de 13 velocidades e acionamento hidráulico

Apresentado no início do semestre, nova transmissão da marca espanhola compatível com bicicletas de estrada e MTB promete revolucionar o mercado

Conhecida no Brasil por suas coroas ovais, a marca espanhola Rotor anunciou esta semana o lançamento no mercado de um novo grupo de transmissão que utiliza um cassete de 13 velocidades, o primeiro do gênero a ser produzido em escala industrial.

Apresentado pela primeira vez em julho deste ano, o novo grupo Rotor 1×13 é, ao contrário dos atuais modelos de outras marcas disponíveis no mercado, totalmente modular, o que o torna compatível com bicicletas de estrada, MTB, Gravel / Cyclocross, mediante a troca da relação do cassete, coroa e pedivela, mantendo o mesmo câmbio traseiro.

Assim como nos modernos freios a disco, o acionamento do câmbio é realizado por sistema hidráulico, dispensando o uso de cabos de aço e baterias. Esta tecnologia, exclusiva da Rotor para uso em transmissões de bicicletas conta como principal vantagem a facilidade de manutenção, se comparada a modelos de acionamento a cabo ou eletrônicos, já que não há a necessidade de ajustes de tensão, troca de cabos ou bateria.

Além disso, por ser um sistema totalmente selado, o Rotor 1×13 não é influenciado por contaminantes externos, como água e sujeira, nem por condições de temperatura e clima.

Plataforma modular – Outro diferencial do Rotor 1×13 é sua plataforma modular, que permite através da combinação pedivela / coroa / cassete ser instalado em qualquer tipo de bicicleta, seja ela mountain bike, estrada, gravel ou urbana, permitindo ao usuário escolher a melhor relação de transmissão que se adeque às suas necessidades.

Combinados com uma ampla variedade de tamanhos de coroas (38, 40, 42, 44, 46, 48, 50, 52 e 54 dentes), os cassetes de 10-36, 10-39, 10-46 e 10-52 possibilitam igualar e em muitos casos melhorar a eficiência nas trocas de marchas das tradicionais transmissões de 2×11 velocidades, eliminando ainda as mudanças bruscas de ritmo e cadência características das transmissões de duas coroas, além de reduzir o peso final da bike.

Compatibilidade – Para adequar-se ao novo cassete de 13 velocidades, a bicicleta deve ter instalada em sua roda traseira um cubo Rotor com um freehub especialmente desenhado para acomodar seus pinhões. Graças ao maior espaçamento entre os mesmos, utiliza-se uma corrente normal de 12 velocidades, no caso da marca KMC, compatível com o grupo SRAM Eagle.

Preços e disponibilidade – Projetado como um grupo de transmissão modular, o Rotor 1×13 terá seu preço final alterado de acordo com a configuração desejada. Até o fechamento desta edição, nem o fabricante, nem a LaBici, distribuidor oficial da marca no Brasil, haviam nos retornado com os valores a serem praticados no país. em breve, mais informações.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização