28 de fevereiro de 2024
Henrique Avancini - Foto: Divulgação

Em resultado inédito, brasileiro sagra-se campeão mundial de Mountain Bike Maratona

Henrique Avancini obtém o maior resultado da história do ciclismo brasileiro

Henrique Avancini escreveu na manhã deste sábado a mais bela história do ciclismo brasileiro. O atleta da equipe Cannondale Factory Racing conquistou, em Auronzo do Cadore, na Itália, o título mundial de Mountain Bike Maratona. O feito histórico coroa uma incrível temporada para Avancini, atual número 2 do ranking da União Ciclística Internacional (UCI), e que na semana passada terminou em 4º lugar no Campeonato Mundial de Mountain Bike de Cross-Country Olímpico (XCO), em Lenzerheide, na Suíça.

Definitivamente, o ano de 2018 jamais será esquecido por Avancini. Aos 29 anos, o ciclista de Petrópolis (RJ) alcançou vários resultados marcantes. Primeiro, ao lado do alemão Manuel Fumic, veio o terceiro lugar na Cape Epic, maior prova de ultramaratona de MTB no mundo, disputada na África do Sul, em março.

Henrique Avancini – Foto: Divulgação

Na Copa do Mundo de XCO, a regularidade foi a marca de Avancini, único atleta a pedalar entre os top 20 em todas as 13 etapas. Ele conquistou cinco pódios e ainda venceu a prova de short track em Andorra. No geral, acabou na 4ª colocação geral e foi campeão por equipes com a Cannondale Factory Racing.

Em solo brasileiro o atleta também deixou sua marca nas duas provas mais importantes disputadas no País. Em abril venceu a tradicional etapa de Araxá da Copa Internacional de Mountain Bike e, em julho, voltou a ganhar o Campeonato Brasileiro e ter o direito de usar a camisa do Brasil também no exterior.
Para fechar a maior temporada da carreira, Henrique Avancini retorna ao Brasil em outubro, quando disputa on Brasil Ride também com o alemão Manuel Fumic. O objetivo é repetir as conquistas de 2013 e 2017.

Carreira – Atleta da Cannondale Factory Racing e patrocinado também por Red Bull e Shimano, Henrique Avancini é um apaixonado pelo mountain bike desde garoto, quando começou a competir em provas estimulado por seu pai, Ruy Avancini. O atleta, maior nome do Brasil na modalidade em todos os tempos, já representou o Brasil nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, e luta por uma vaga para competir nos Jogos de Tóquio, em 2020. 

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização