29 de fevereiro de 2024

Shimano apresenta novo grupo XTR de 12 velocidades

Totalmente redesenhado do zero, novo XTR M9100 é o mais versátil grupo transmissor para bicicletas MTB já criado pelo fabricante japonês para competidores de XC, Enduro e Maratona

O maior fabricante de componentes para bicicletas do mundo, a Shimano, anunciou nesta sexta-feira (25) o lançamento mundial de seu novo grupo de transmissão para bicicletas MTB, o XTR M9100, o primeiro da marca a utilizar relações de 12 velocidades.

Totalmente reformulado a partir do zero, o novo grupo XTR 2019 conta com uma série de inovações em seus componentes, de modo a oferecer aos mountain bikers a velocidade, o foco e o controle necessários para atingir a vitória e seus objetivos.

XTR M9100 1×11

O novo grupo XTR 2019 apresenta um cassete de 12 velocidades totalmente inovador, com pinhões de amplo alcance, disponível nas opções de relações 10-45 ou 10-51 dentes, freios com 2 ou 4 pistões e um novo cubo com a novíssima tecnologia Shimano Micro Spline.

O grupo XTR M9100 conta com um novo projeto de configuração de freios e alavancas de acionamento, que permite ao ciclista configurar seu posicionamento de forma adaptar-se aos mais diversos perfis de usuário, além de disponibilizar uma nova alavanca de canote de selim retrátil, compatível com a maioria dos modelos atualmente disponíveis no mercado.

Juntos, todos estes desenvolvimentos economizam mais de 150 gramas em peso para ciclistas de XC e cerca de 90g para os de Enduro e, uma montagem de trocadores de marchas mais intuitiva para melhoria do foco do ciclista na trilha.

XTR M9100

Bas Van Dooren, chefe de equipe de desenvolvimento de produto da Shimano Europa, explica: “Velocidade, foco e controle foram os pontos que nos inspiraram durante toda a fase de desenvolvimento do projeto. Criamos o novo XTR para melhorar a aceleração e velocidade da bike, por meio de uma drástica redução na perda de força motriz com o projeto de um sistema de transmissão redesenhado. Não abrimos mão da precisão e foco, permitindo uma montagem intuitiva no guidão com controles bem localizados e novas soluções para freios”, disse.

“Que fique claro: o novo XTR não é uma atualização do anterior M9000, é um novo projeto do zero, para encontrar os melhores componentes de MTB de competição para XC, Maratona e Enduro”, completa.

Cassete CS-M9100

Cassete – Os desenvolvimentos da transmissão começam minimizando os saltos nas mudanças de marchas para oferecer aos ciclistas ritmo ideal, cadência entre cada marcha e, finalmente, uma maior velocidade total.

Para isto, o novo XTR conta com três opções de relação de cassete, duas de 12 velocidades e uma de 11, voltada para a prática do Enduro. Para uma cadência nivelada, a marca japonesa oferece a opção CS-M9100-12, com a relação 10-12-14-16-18-21-24-28-33-39-45-51 dentes, enquanto que, para circuitos mais rápidos e íngremes disponibiliza a opção CS-M9100-12, com 10-12-14-16-18-21-24-28-32-36-40-45 dentes, que proporciona uma menor perda de cadência.

Cassete CS-M9100

Ambos cassetes utilizam metais diferentes para a construção de seus pinhões a fim de permitir o melhor equilíbrio entre peso e durabilidade. Os pinhões maiores usam alumínio, no meio é usado titânio e os pinhões menores utilizam aço.

Há ainda uma terceira opção de cassete, esta de 11 velocidades, a CS-M9110-11, voltada para ciclistas com objetivo de usarem um jogo de rodas ainda mais rígido e leve. Essa opção é baseada essencialmente no cassete de 10-51D com o pinhão 51D removível para criar um cassete de 11 velocidades com espaçamento de um cassete de 12-velocidades. O benefício dessa opção é que ela oferece aos ciclistas a chance de criar uma bike mais leve com rodas mais rígidas que pode ser usada com a mesma corrente e trocadores de uma montagem de 12 velocidades.

Cubo traseiro FH-M9110
Cubo traseiro FH-M9110

Cubos – Para acomodar a nova configuração de 12 velocidades, a Shimano reprojetou seu freehub com as novas tecnologias Micro Spline e Scylence nos cubos traseiros da Shimano.

Estas novas tecnologias substituem os tradicionais engates do núcleo por um sistema de catracas similar ao utilizado nos cubos da marca DT Swiss, com a finalidade de reduzir a resistência durante a rolagem, criando um cubo virtualmente silencioso para que o ciclista foque na trilha à sua frente.

Os cubos dianteiros estão disponíveis com espaçamento de 100 ou 110mm (Boost), com um eixo passante de 15 mm, e cubos traseiros nas opções de 142 ou 148mm com eixo passante de 12 mm (HB-M9110/-B / FH-M9110/-B).

Cubo dianteiro HB-M9110-BS

Pedivela – Os novos pedivelas da linha Shimano XTR 2019 deixam de lado o tradicional sistema de montagem das coroas por um novo padrão de montagem direta, o que facilita sua instalação e manutenção.

Pedivela FC-M9100-2

O desenho dos dentes das coroas foi projetado para funcionar em conjunto com a nova corrente de 12 velocidades CN-M9100, com montagem por Quick Link, proporcionando trocas de marchas suaves e evitando seu descarrilamento acidental.

Corrente CN-M9100

O novo pedivela FC-M9100/M9120-1 conta com o famoso braço oco (hollow crank arm) e é compatível com configurações de coroa única e dupla, nas opções de 30 e 38 dentes. Atletas de Enduro que andam com relações 1×12 velocidades poderão adicionar o novo guia de corrente XTR (SM-CD800) para garantir a retenção da corrente, além de terem a opção do pedivela FC-M9120, com um Q-factor mais largo para acomodar quadros de dimensões mais específicas.

Ciclistas que desejam um gama maior ainda de marchas e controle em todos os tipos de terreno terão a opção de um pedivela 2×12 velocidades (FC-M9100/M9120-B2) com 38-28 dentes, que poderá ser parelhado a um cassete de 10-45 dentes, para um alcance máximo de marchas e menor salto entre as mesmas, principalmente em trechos com muitas subidas.

Câmbio traseiro RD-M9100-GS

Câmbios – A nova linha XTR M9100 disponibiliza três tipos de câmbios traseiros: o RD-M9100-SGS/GS, com cage longo ou curto, ou o RD-M9120-SGS, de cage longo para uso com sistema de coroa dupla.

Todos os modelos contam com um visual agressivo, estiloso e angular, feito em alumínio anodizado. Para auxiliar na performance das trocas, as roldanas são equipadas com 11 dentes no XTR M9100 até um tamanho maior de 13 dentes, para melhorar a retenção da corrente que, junto com a tecnologia de design de câmbios traseiros Shimano Shadow RD+, ajudam a minimizar o balançar da corrente durante a pedalada.

Câmbio dianteiro FD-M9100-D

Ao mesmo tempo, o câmbio dianteiro também estará disponível em três diferentes versões, dependendo do tipo de quadro onde será instalado. Câmbios de montagem D-type, E-type e M-type contam com a tecnologia Side Swing, para trocas de marchas na dianteira com menos esforço.

Torcador dianteiro SL-M9100-L

Trocadores – A teoria que embasou o projeto do trocador era de permitir ao ciclista se adaptar instantaneamente às rápidas mudanças de condição, por meio de uma melhor integração no cockpit, o que economizaria segundos cruciais nas mudanças de marcha.

Isto foi alcançado através da criação do projeto I-Spec EV, que é o sistema pelo qual os controles do guidão podem ser montados juntos em uma única abraçadeira, deixando o visual do guidão mais limpo.

O novo design I-Spec-EV oferece ainda um ajuste lateral de até 14 mm e 60 graus de posicionamento rotacional, para que os ciclistas possam encontrar a posição mais ergonômica possível para suas mãos nos trocadores e manetes.

Nova alavanca de acionamento do canote de selim SL-MT800-IL

Na mesma linha, a Shimano também apresenta uma nova alavanca para canotes de selim retráteis (SL-MT800-IL), que també utiliza a montagem I-Spec-EV. A alavanca é compatível com todos os tipos comuns de canotes ajustáveis disponíveis no mercado, incluindo o PRO Koryak Dropper post.

Os trocadores possuem um acionamento mais leve, o que permite aos ciclistas um movimento dos dedos ainda mais intuitivo e relaxado, oferecendo uma diminuição substancial no emprego de força nas mudanças de marcha em comparação com o XTR M9000.

Características como RapidfirePlus, 2-Way Release e Multi-Release permanecem da geração anterior. A novidade para os trocadores do M9100 é o conversor de 11 para 12 velocidades (SL-M9100-R/-IR) no trocador de marchas traseiras, para ciclistas que escolherem a montagem com o cubo de 11 velocidades.

Para ciclistas que optarem pelo trocador dianteiro esquerdo de 2×12 (SL-M9100-IL / SL-M9100-L) existe um inovador design de alavanca ‘Mono’ com operação simplificada e intuitiva, que utiliza a alavanca única para subir e/ou descer as marchas.

Manete de freio BL-M9100

Freios – Construído com base no que é hoje o maior standard de frenagem que existe, o design do manete de freio do XTR M9100 (BL-M9100/M9120) foi modificado com o reposicionamento da abraçadeira e corpo da alavanca. A abraçadeira vai mais para o meio do corpo do manete e a borda do corpo da alavanca é habilmente apoiada contra o guidão, para criar um freio mais rígido, uma sensação de contato direto e uma melhoria no controle.

A opção de 2-pistões (BR-M9100) vem com um manete de freio XC mais leve com a opção de ajuste de alcance do braço do manete.

Pinça de freio BR-M9100

Os freios de 4-pistões (BR-M9120) também possuem um manete dedicado, porém, com uma função de ajuste de alcance sem necessidade de ferramenta, e a tecnologia Shimano Servo Wave para oferecer uma rápida ação “pastilha-rotor”. Ambos os calipers são feitos de alumínio, utilizam uma mangueira de freios de alta rigidez e oferecem uma operação de frenagem de rápida resposta com um curso livre mais curto.

Pastilhas e rotores – para combinar com o formato redesenhado do caliper, o formato da pastilha de freio também mudou. Ciclistas que preferirem o caliper de 4-pistões necessitarão das pastilhas com aletas de resfriamento (N03/4A resina/metal), enquanto no de 2-pistões encaixam as pastilhas sem aletas (K02/4S resina/metal, com opcional de placas de apoio de titânio K02/4Ti).

Rotor RT-MT900

Os rotores dos freios utilizam a já consagrada tecnologia Ice-Technologies Freeza, renovada para reduzir peso e aumentar a dissipação de calor.

De acordo com o fabricante, os novos rotores 140 e 160mm tiveram seus pesos reduzidos  em 5 e 10 gramas, respectivamente, enquanto os rotores de 180 e 203 mm chegaram a uma redução de até 20ºC em suas temperaturas durante testes.

De acordo com Rogério Tancredi, gerente comercial da Shimano Latin America, o novo grupo Shimano XTR M9100 deverá desembarcar no Brasil nos próximos meses, ao preço de R$ 15.990,00 (1×12 velocidades) e 16.990,00 (2×12 velocidades).

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização