23 de junho de 2024
Shimano
Tenda da Shimano cheia na primeira semana da ação - Foto: Divulgação

Shimano disponibiliza ponto de apoio gratuito a ciclistas na Avenida Paulista

Disponível até sexta-feira (25), ação faz parte do Movimento Maio Amarelo e realizará gratuitamente pequenos reparos e ajustes, além de dicas para pedalar com segurança

A Ciclovia da Avenida Paulista recebe nesta semana, entre segunda e sexta-feira (21 a 25), das 8h às 17h, o serviço de Suporte Neutro Básico, um apoio gratuito aos ciclistas que passarem pela Praça do Ciclista, próximo à Rua da Consolação. Na tenda da Shimano montada no local, é possível realizar reparos simples como enchimento de pneus, regulagens de câmbio e freio, ajustes nas bicicletas, além de dicas para pedalar com segurança aproveitando a ação de conscientização da Secretaria de Mobilidade e Transportes de São Paulo.

Ciclistas recebem sacochila e camiseta do Movimento Maio Amarelo – Foto: Divulgação

A tenda de apoio aos ciclistas na Praça do Ciclista faz parte do Movimento Maio Amarelo, que orienta motoristas, pedestres, ciclistas, motociclistas e a sociedade em geral, para a necessidade da busca por um trânsito mais seguro, que retorna em 2018. E, pelo segundo ano consecutivo, a Shimano, líder mundial no mercado de componentes para bicicleta, marca sua presença na ação, em parceria com a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT) da cidade de São Paulo.

“Neste ano nossa ação de apoio gratuito aos ciclistas de São Paulo teve início há duas semanas, na Ciclovia da Faria Lima, e agora estamos com uma base na Avenida Paulista. Estive em ambos os locais e fiquei satisfeito com o atendimento feito às pessoas que passaram pelo Suporte Neutro Básico da Shimano. Alguns passam por lá com mais pressa, param para fazer um ajuste e logo seguem viagem. Em outros casos, pudemos até bater papo com alguns usuários das Ciclovias, aproveitar para chamar atenção com relação ao Maio Amarelo e a segurança e respeito às normas de trânsito por parte dos ciclistas. A interação é sempre muito positiva, dá para perceber como a bicicleta poder transformar vidas e melhorar a forma como enxergamos o convívio nas ruas”, destaca Rogerio Tancredi, gerente comercial e de marketing da Shimano Latin America. 

A ação de Suporte Neutro Shimano, apoio técnico a todos os atletas inscritos em competições de ciclismo, independente da marca da bicicleta, componentes e patrocinadores, tornou-se uma marca registrada e diferencial da Shimano. Este serviço de ajuda ao ciclista virou um case de sucesso, conquistou milhares de fãs para a Shimano e é realizado em alguns dos principais eventos ciclísticos no País e América Latina.

Atletas da LuluFive Team na tenda de apoio da Faria Lima há duas semanas – Foto: Divulgação

Desde janeiro de 2016, as duas principais ciclovias da cidade de São Paulo têm instaladas em seu percurso os contadores de bicicletas da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). A mais utilizada, a Ciclovia da Faria Lima, teve nestes dois anos e quatro meses um total de 2.263.577 passagens, entre 17 de janeiro de 2016 até 21 de maio de 2018. Já no contador da Vergueiro, que contempla a Ciclovia da Paulista, 1.392.880 passagens, no mesmo período. Todos os números estão disponíveis diariamente no site da CET.

Programa Bike SP – Aprovado em 2016, o Programa Bike SP (Lei nº 16.547, de 21 de setembro de 2016) vai oferecer créditos para quem usar a bicicleta em seus deslocamentos pela cidade de São Paulo em vez de carro, ônibus ou outros meios de transporte cobertos pelo Bilhete Único. Neste sábado e domingo (dias 26 e 27), hackers e programadores estarão reunidos na Hack’n Bike, maratona de desenvolvimento para criar sistemas de controle para o Bike SP, validando as viagens e criando ferramentas para o cumprimento da lei. Os melhores trabalhos concorrem a R$ 19 mil em prêmios.

“Hoje, o cidadão paga R$ 4,00 pela passagem, mas o preço final com o subsídio da Prefeitura chega a R$ 6,66, em média”, explica o vereador Police Neto. “O programa transforma a diferença de R$ 2,66 em créditos para quem se cadastrar no sistema e realizar suas viagens de bicicleta. Podemos revolucionar o uso da bike em São Paulo sem gerar novos custos e ainda desafogar o sistema, com menos congestionamentos e uma melhora geral na mobilidade urbana. Além de todas as vantagens que a bicicleta traz: promove a saúde e não polui o meio ambiente”, completa Police.

Pesquisa recente do Cebrap/Itaú Unibanco mostra que ampliar o uso da bicicleta poderia adicionar R$ 870 milhões ao PIB da cidade, só considerando a redução do tempo gasto no trânsito.   

O Hack’n Bike é realizado pela Cidade Viva, incubadora de projetos criada por Police Neto, com patrocínio da Yellow, Tembici, Caloi, Shimano e Eureka Coworking, e tem o apoio da Shawee.io, Trunfo e Bike Ajuda. “A Shimano apoia iniciativas públicas e privadas em prol do desenvolvimento da cultura e do mercado de bicicletas no Brasil. A utilização da solução de Bike Share aliada ao Programa Bike SP trará muitos benefícios para a mobilidade em São Paulo”, ressalta João Magalhães, coordenador de comunicação da Shimano Latin America.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização