12 de junho de 2024
Foto: Marcelo Barreto / MTB Brasília

Suporte de canote para cilindro de CO² S-Tres

Acessório da Session Parts armazena em um só produto até dois cilindros de gás, espátulas para remoção de pneus e um gatilho de acionamento para injeção de CO²

Cada vez mais popular, o uso de cartuchos de gás carbônico (CO²) no lugar das tradicionais bombas de ar permite inflar o pneu de forma quase instantânea, diminuindo o tempo perdido durante a troca da câmara de ar da bicicleta. Em provas e competições, onde alguns poucos minutos podem fazer toda a diferença entre subir ou não ao pódio, o uso deste acessório pode ser fundamental para o ciclista.

Foi pensando nisto que a S-Tres, marca exclusiva de acessórios e componentes para bicicletas da distribuidora brasileira Session Parts, desenvolveu um suporte de armazenagem para cilindros de CO² que permite mantê-los disponíveis sempre que necessário.  

Mais do que apenas um porta-cilindros, o suporte da S-Tres é uma prática e compacta solução de armazenagem, que substitui com vantagens, em muitos casos, o uso das nem sempre cômodas bolsas e pochetes de quadro.

Características – Composto por um suporte plástico fixado ao quadro ou canote de selim por meio de uma tira de velcro, o acessório da S-Tres conta com espaço para abrigar em um só produto, dois cilindros de CO² (não fornecidos), um par de espátulas de remoção de pneus e um gatilho de injeção, fornecendo uma solução completa de reparo de pneus, muito similar a utilizada por fabricantes como a Topeak e a Specialized em seus (nem sempre baratos) produtos. O peso total do conjunto é de 109 gramas.

O suporte da S-Tres vem com um gatilho para CO2, duas espátulas e espaço de armazenagem para até dois cilindros de gás (não inclusos) - Foto: Marcelo Barreto / MTB Brasília
O suporte da S-Tres vem com um gatilho para CO2, duas espátulas e espaço de armazenagem para até dois cilindros de gás (não inclusos) – Foto: Marcelo Barreto / MTB Brasília

Compatível com válvulas Presta e Schrader, o gatilho permite armazenar um dos cilindros de gás, deixando-o pronto para o uso, enquanto um cilindro reserva fica de prontidão no suporte. Um prático copo plástico impede possíveis queimaduras nas mãos em decorrência do congelamento do cilindro.

Seu sistema de acionamento é rápido e prático: basta torcer a torneira para quebrar o lacre do cilindro e enfiá-la diretamente na válvula da câmara de ar, fazendo com que o gás infle o pneu quase que instantaneamente. 

O kit conta ainda com um par de espátulas em nylon, capazes de remover com eficiência os pneus sem o risco de danificar a câmara de ar.

O suporte S-Tres pode ser instalado tanto no canote do selim, quanto no quadro da bike, como na foto – Foto: Marcelo Barreto / MTB Brasília

O teste – De fácil instalação, o suporte S-Tres pode ser fixado tanto no canote do selim quanto em outras partes do quadro. Pessoalmente achei mais prático prende-lo no quadro, para não atrapalhar a visibilidade da luz de segurança da bike.

O acessório possui um único ponto de contato com a bike, composto por uma peça de borracha que impede arranhões, evita vibrações indesejadas e, em tese, evita seu deslocamento acidental. Na prática, constatei que é necessário um bom aperto na tira de velcro de forma evitar que o suporte saia de sua posição. Por outro lado, sua remoção é facílima, embora necessária apenas por ocasião da lavagem ou manutenção da bicicleta, já que o suporte permite um fácil acesso a todos seus componentes (ampola de CO², gatilho e espátulas) sem a necessidade de retirá-lo inteiro de seu lugar.

Um aspecto que poderia melhorar no produto seria a utilização de uma tira de velcro maior, que permitisse armazenar também uma câmara de ar. Embora isto seja possível em modelos de estrada, foi praticamente impossível fazê-lo com uma câmara de MTB, mais volumosa. Com esta opção, o suporte da S-Tres melhoraria ainda mais sua versatilidade, comparável hoje a alternativas mais caras e muitas vezes incompatíveis com alguns modelos de bikes, como é o caso do sistema SWAT da Specialized, via de regra de uso exclusivo de modelos da marca. 

Foto: Marcelo Barreto / MTB Brasília

Conclusão – Pessoalmente gostei muito da solução proposta pelo suporte da S-Tres. Além de facilitar o acesso às ferramentas, o acessório possibilita uma rápida remoção e instalação, caso o usuário possua mais de uma bike, além de não sofrer com o desagradável chacoalhar típico das bolsas de selim e de quadro.

Comercializado no Brasil ao preço de 129 reais, o  Suporte de canote para cilindro de CO² S-Tres é uma alternativa bem mais em conta que seus caros e muitas vezes limitados concorrentes importados, tornando-se uma alternativa perfeita para atletas em competições e mesmo ciclistas amadores que não querem perder muito tempo no reparo de um pneu furado.

Suporte de canote para cilindro de CO² S-Tres

Funcionalidade
Peso
Preço

Ótimo

Uma boa alternativa aos similares importados para fornecer uma solução de armazenamento "tudo em um"

Pontos positivos

  • Facilidade de instalação / remoção;
  • Compatível com qualquer modelo de bike, incluindo os modelos com canote aero;
  • Rápido acesso às ferramentas;
  • Não chacoalha nem produz ruídos durante as pedaladas
  • Mais barato que os similares importados.

Pontos negativos

  • Uma tira de velcro um pouco maior permitiria transportar também a câmara de ar.

Sobre o autor

André Ramos é editor do website MTB Brasília
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização