25 de fevereiro de 2024

Designer alemão ‘reinventa a roda’ com modelo que pode ser dobrado

Roda de 26 polegadas pode ser reduzida a um terço de seu tamanho original, abrindo novas possibilidades para o desenvolvimento de bicicletas dobráveis mais compactas que as atuais

Em todo o mundo, o termo ‘reinventar a roda’ refere-se à tentativa de substituir algo que por unanimidade é considerado simples e perfeito e, portanto, não precisaria ser aperfeiçoado.

Esta frase todavia não parece ter afetado o designer alemão Andrea Mocellin, inventor da Revolve, uma revolucionária roda dobrável, capaz de reduzir um terço de seu diâmetro em menos de dois segundos. 

Quanto totalmente aberta e funcional, a Revolve pouco difere de uma roda comum com aro de alumínio. Um olhar mais atento verá que a mesma utiliza no lugar dos raios uma série de tirantes com links móveis, que ligam um aro seccionado em seis pontos a um cubo especial com acionamento magnético que permite destravar a roda, dobrando-a.

Uma vez dobrada, a Revolve tem seu diâmetro reduzido em 1/3 de seu tamanho original, passando a ocupar um espaço 60% menor. Para permitir que os pneus ‘dobrem’ junto com a estrutura da roda, são utilizados modelos sólidos seccionados, sem ar em seu interior e, portanto, a prova de furos. “Os pneus sólidos utilizados na Revolve além de práticos, são muito confortáveis e duram mais que os pneus com câmara”, afirma Mocellin.

Para Mocellin, a escolha do diâmetro 26″ abre novas possibilidades para o uso em bicicletas dobráveis, que muitas vezes utilizam rodas com aros entre 16 e 24 polegadas para se manterem compactas.

Outra vantagem do formato é a sua polivalência, já que a grande maioria das bicicletas disponíveis utiliza o aro 26″. Pessoas com necessidades especiais de mobilidade também poderão se beneficiar da Revolve durante o transporte de suas cadeiras de rodas.

“Eu não criei a Revolve para uma única bicicleta, mas sim uma roda universal que possa ser utilizada em praticamente toda bicicleta aro 26 polegadas, que poderá ser transformada a partir de agora em uma bicicleta com capacidade para ter seu tamanho reduzido sempre que necessário”, diz Mocellin.

Conceito à espera de investimento – A nova invenção de Andrea Mocellin promete ser um divisor de águas no mercado de bicicletas para mobilidade urbana. Com os primeiros protótipos já rodando em testes finais, a meta agora é dar início à sua produção em escala industrial.

De acordo com o designer, a Revolve encontra-se devidamente patenteada e pronta para ser produzida, na espera de investidores que financiem o projeto. A ideia é comercializar a roda diretamente aos fabricantes de bicicletas para utilização em seus modelos dobráveis.

Até o presente momento, não há ainda previsão de sua comercialização.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização