24 de fevereiro de 2024
Ciclistas são dispersados por bombas de gás lacrimogênio - Foto: Divulgação / Massa Crítica SP

PM dispersa com violência evento de ciclistas em São Paulo

Evento organizado via redes sociais havia sido proibido por decisão judicial. PM atirou bombas de gás e jatos de água na multidão, que incluía crianças, mulheres e idosos

Um grupo com cerca de mil ciclistas que realizava neste domingo (10) a pedalada Tradicional Descida a Santos pela Rodovia Anchieta, que liga a cidade de São Paulo à Baixada Santista, foram impedidos pela Polícia Militar de prosseguirem com o evento.

De acordo com a PM, o evento – organizado via redes sociais -, foi proibido pelo juiz Celso Lourenço Morgado, da Vara de São Bernardo do Campo. Segundo a decisão, o passeio ameaçaria a circulação de veículos no sistema Anchieta/Imigrantes. Com a proibição, a Polícia Militar montou um bloqueio na altura do km 40 da rodovia, no sentido litoral.

No final da manhã, assim que chegaram ao local, policiais militares tentaram negociar com os ciclistas, mas o clima ficou tenso, quando alguns ciclistas furaram o bloqueio e outros bloquearam a via no sentido capital.

Neste momento, a PM começou a atirar bombas de gás lacrimogêneo e jatos de água no meio da multidão, que incluía crianças, mulheres e idosos. De acordo com a Polícia Militar, um policial ficou ferido após uma bicicleta ter sido arremessada em sua direção. 

Para o juiz que emitiu a liminar de proibição, “não se discute, aqui, o direito de ir e vir, nem a liberdade de reunião. O que se questiona é o exercício destes direitos de forma regular e adequada, em lugar apropriado, sem que haja sobreposição a direitos alheios também reconhecidos, no caso, a locomoção”.

Segundo a Polícia Militar, uma portaria do DER (Departamento de Estradas de Rodagem), também proíbe esse tipo de evento em rodovias.

Após a confusão, os ciclistas foram escoltados de volta a São Paulo pelo acostamento da rodovia.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização