28 de fevereiro de 2024
Fábio Ribeiro, o Tatá, e Eliana Pinheiro - Foto: Divulgação

Fábio Ribeiro, o Tatá, e Eliana Pinheiro, vencema 4ª etapa do Circuito Pedal Sem Limites

Ciclistas pulverizaram o tempo nos 51 km da prova da categoria Pro. Na categoria Sport, Jairo Collaço e Nataly Pignoli levaram o título da última prova de 2017

O Circuito Pedal Sem Limites MTB encerrou a temporada de 2017 no domingo, 8 de outubro, em alto nível técnico, com 180 atletas das categorias Pro e Sport pedalando muito forte para vencer os percursos de muita subida e descida da região da cidade de Piratininga, SP.

Na categoria Pro Elite, Fábio Ribeiro, o Tatá, levou a 3ª prova da temporada pedalando 51 km em 1h46m50s, sagrando-se o grande campeão de 2017. Em segundo ficou Flávio Campos, com 1h49m18s, na terceira colocação chegou José Benone da Costa, fechando a prova em 1h49m31s, em quarto o atleta olímpico Renato Seabra, com 1h53m08s e em quinto lugar, Rubens Matias, atual medalhista dos Jogos Regionais, com 1h54m25s.

Foto: Divulgação

Tatá comentou a sua vitória e o campeonato do Circuito Pedal Sem Limites. “O meu foco era pedalar forte e ganhar o campeonato, além de contribuir para fortalecer o esporte de ciclismo em toda a região central do estado de São Paulo. A organização está de parabéns, o campeonato foi muito bom”, comemorou.

Pódio da categoria Pro Masculina - Foto: Divulgação
Pódio da categoria Pro Masculina – Foto: Divulgação

Já na elite das mulheres, na categoria Pro, Eliana Pinheiro pedalou muito forte e ganhou a etapa com 2h14m15s, seguida por Viviane Hara, que foi campeã da temporada 2017, com o tempo de 2h21m05s, na terceira colocação chegou Cristiane Almeida, com 2h34m57s, Vera Lucia Concuruto cruzou a linha de chegada em quarto, com o tempo de 2h40m41s e em quinto, Priscila Alves, com 2h59m.

Pódio da categoria Pro Feminina – Foto: Divulgação

Sport – Pedalando como veterano, Jairo Collaço não viu ninguém na sua frente e venceu os 25 km do percurso Sport em 58m20s, vencendo a 3ª prova da temporada. Em segundo lugar chegou Adriano Oliveira, com 1h14s, seguido por Wagner Cristiano dos Santos, com 1h39s e colado em sua bike, Rodolfo Roma, com 1h40s. Em quinto, Anderson de Marqui fechou a prova em 1h1m13s.

Pódio da categoria Sport Masculina – Foto: Divulgação

Já as mulheres também demonstraram muito treinamento e determinação na categoria Sport. Nataly Pignoli fechou a prova em primeiro com 1h16m58, em segundo chegou Mariana Scimini com 1h18m39s, na terceira posição Lucimara Martins, com 1h32m21s e em quarto, Mariana Barros, com 1h39m38s.

Pódio da categoria Sport Feminina – Foto: Divulgação

Unânime foi a opinião de todos os ciclistas de que a etapa de Piratininga foi a mais técnica e dura, com mais desafios de subida e descida. “A satisfação em fazer a prova está neste retorno, de que conseguimos realizar uma prova que exigiu muito dos ciclistas, mas que todos ficaram muito felizes com esta prova, principalmente pelo desafio que os trajetos impuseram aos atletas”, comenta Agnaldo Máximo, o Grandão, organizador do Circuito Pedal Sem Limites.

A temporada 2017 fecha com o gostinho de que, em 2018, muitos mais desafios, percursos mais técnicos e mais ciclistas possam colaborar para consolidar ainda mais o ciclismo de montanha no estado de São Paulo.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização