25 de fevereiro de 2024
Cape Epic - Foto: Divulgação

Ironman adquire o controle da Absa Cape Epic

Maior e mais famosa prova de mountain bike por etapas do planeta passa a ser comandada pela gigante do triatlon a partir de 2018

A marca Ironman anunciou hoje a aquisição da maior e mais famosa prova de mountain bike por etapas do planeta, a Absa Cape Epic, realizada anualmente na África do Sul. Com a compra, a gigante do triatlon – que recentemente adquiriu a The Motatapu e a The Pioneer, provas multiesportivas realizadas na Nova Zelândia -, consolida sua atuação no crescente e lucrativo mercado de competições off-road.

Cape Epic – Foto: Divulgação

Fundada em 2004, a Absa Cape Epic é atualmente a única prova de MTB por etapas classificada pela União Ciclística Internacional (UCI) como hors catégorie (sem categorização). Em sua 13ª edição, a competição atrai em um mesmo evento campeões mundiais, olímpicos e outros ciclistas de ponta, além de um bom número de atletas amadores de todo o mundo.

“A Cape Epic é uma das mais icônicas e prestigiadas provas de MTB do mundo. Sua aquisição mostra o comprometimento da marca Ironman de sua proprietária, a holding Wanda Sports, no aumento de sua participação em eventos esportivos do gênero em todo o mundo”, disse Andrew Messick, executivo-chefe do Ironman. “Nós vemos um grande potencial no mercado do Mountain Biking e a Cape Epic irá ser nossa base para novos eventos do gênero em nível mundial”, completa.

Kevin Vermaak, o fundador da Cape Epic – Foto: Divulgação

De acordo com Kevin Vermaak, fundador da Cape Epic, a aquisição pela Ironman não deverá alterar nem o formato nem o local da prova, que continuará operando a partir da Cidade do Cabo, na África do Sul.

“A Cape Epic percorreu um longo caminho desde sua estreia em 2004 e agora chegamos a um ponto onde sua expansão depende apenas do crescimento do MTB endurance em todo o mundo. A nova parceria com o Ironman irá possibilitar isto”, disse Vermaak.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização