19 de maio de 2024

Dispositivo interfere no sinal do rádio FM de automóveis para alertar motoristas sobre a presença de ciclistas

Tecnologia Safety Bike Radio usa frequência de rádios para enviar mensagens pré-gravadas para motoristas em um raio de até 30 metros

Um projeto fruto de parceria entre uma emissora de rádio FM e uma empresa de inovação tecnológica pode contribuir para a redução no número de acidentes envolvendo ciclistas e automóveis nas cidades de Brasília e Belo Horizonte. 

Desenvolvido especialmente para a emissora mineira 98 FM, o dispositivo Safety Bike Radio utiliza utiliza ondas de frequência modulada para interferir na recepção do sinal de rádio dos automóveis durante a aproximação de bicicletas, emitindo em seu lugar mensagens pré-gravadas como “Ciclistas ao redor, mantenha uma distância segura” ou “ciclistas à frente”, por exemplo. Também é possível que os próprios ciclistas gravem suas mensagens personalizadas para os condutores dos veículos, mantendo comunicação com eles em tempo real. Desse modo, diminuem as chances de haver acidentes por desatenção dos condutores ou pela presença de ciclistas nos chamados pontos cegos.

O sistema foi criado em uma parceria entre a agência de publicidade Isobar Brasil e o laboratório de inovação BSB Fab Lab, de Brasília, por encomenda da 98 FM de Belo Horizonte. De pequenas dimensões e com um alcance de até 30 metros, o dispositivo pode ser facilmente transportado na bicicleta ou na mochila do ciclista.

“Usamos a tecnologia para resolver um problema recorrente não apenas no Brasil, mas no mundo todo. Se os motoristas não podem ver os ciclistas o tempo todo, agora eles podem ouvi-los”, afirma Mateus Braga, diretor-executivo de criação da Isobar.

Segundo Braga, a expectativa é que em breve o dispositivo seja usado por ciclistas de todo o país, em uma parceria com as principais emissoras de rádio brasileiras em prol da segurança no trânsito.

Licença gratuita – O Safety Bike Radio possui licença gratuita, de modo que qualquer ciclista pode construir seu próprio dispositivo, adquirindo o material necessário pelo custo máximo de 110 reais. O material compreende uma plataforma de programação de código aberto (Arduino), algumas peças eletrônicas e uma garrafinha d’água, usada como invólucro. Para construir o dispositivo, basta seguir as instruções no site da BSB Fab Lab.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização