22 de maio de 2024
Laboratório de testes dos quadros da brasileira Sense Bikes - Foto: Divulgação

Produção de bicicletas no Brasil cai em junho, mas indústria mantém projeção de crescimento

Segundo dados da Abraciclo, em comparação com o mesmo mês de 2016 houve recuo de 36,7%. Apesar da redução, a expectativa é de avanço ainda em 2017

Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), em junho foram produzidas 40.708 bicicletas por suas associadas no Polo Industrial de Manaus (Pim), volume 32,4%% inferior ao registrado em maio, com 60.195 unidades, e 36,7% menor ao mesmo mês de 2016 (64.338). A redução da produção no mês reflete, em parte, a antecipação de férias coletivas em uma das maiores fabricantes de bicicletas de Manaus.

Também houve queda no semestre. De janeiro a junho foram fabricadas 296.275 bicicletas, o que mostra recuo de 6,7% com relação ao mesmo período de 2016 (317.628). De acordo com informações da Abraciclo, o desempenho de junho foi responsável por puxar para baixo os resultados do semestre, contudo a expectativa ainda é de crescimento para o acumulado do ano. “Mesmo com as férias coletivas programadas de um de nossos associados, o que levou à redução do volume de produção do mês de junho, ainda acreditamos em crescimento para o ano, desde que o contexto político-econômico sinalize um ambiente mais favorável e estável no cenário nacional”, diz João Ludgero, vice-presidente do segmento na entidade.

As associadas da Abraciclo projetam para 2017 uma produção total entre 700 mil a 800 mil unidades, volume de até 19% superior ao do ano passado, quando saíram das fábricas do Polo Industrial de Manaus (Pim) 669.729 bicicletas.

Importação e Exportação – Segundo os dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) analisados pela Abraciclo, a importação de bicicletas em todo o território nacional totalizou 10.863 unidades em junho. A maioria das bicicletas importadas no período foi produzida basicamente na China, com 10.223 unidades, seguida de Taiwan (450 unidades) e Alemanha (83). No acumulado de janeiro a junho foram importadas 52.029 bicicletas, queda de 17,7% com relação ao mesmo período de 2016 (63.182). Ainda em junho, as exportações de bicicletas produzidas no Brasil tiveram como principal destino a Bolívia, com 30 unidades.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização