25 de abril de 2024
Foto: Specialized Racing BR / Divulgação

Equipe Specialized Racing BR atinge sua melhor performance do ano

Atletas da equipe conquistam os melhores resultados do ano no Cross Country Olímpico (XCO), TriathlonCross e MTB Enduro, iniciando o segundo semestre em seu melhor nível competitivo

O primeiro final de semana de julho, que marca o início do segundo semestre de 2017 foi o melhor do ano para os atletas da Specialized Racing BR. O time participou de três competições, simultaneamente, em disciplinas diferentes.

Os especialistas no cross-country, Bruna Elias, Lucas Sírio e Érick Bruske disputaram o XCO Internacional Estrada Real, em Santana das Montes, nas Minas Gerais.

Foto: Specialized Racing BR / Divulgação

Competindo no quintal de casa, Lucas Sírio que vive em Conselheiro Lafaiete (MG) faturou o título na categoria junior:

“A prova foi realizada praticamente no quintal de casa, em um circuito onde me encaixei muito bem e conseguia fluir sem dificuldades com minha Epic. Feliz com a vitória e motivado a continuar trabalhando para melhorar” – conta o jovem Lucas Sírio.

A gaúcha Bruna Elias viajou bastante para reencontrar os companheiros de equipe e participar da competição. E no final, todo esforço foi recompensado com o lugar mais alto do pódio na categoria junior feminino:

“Felicidade em dobro! Campeã do XCO Estrada Real categoria Júnior ao lado do meu team mate Lucas Sírio. Estou muito feliz em voltar a subir no primeiro lugar do pódio, foi uma prova disputada e muito divertida. Parabéns ao Avelar Sports pela organização do evento. Queria agradecer demais a minha equipe Specialized Racing BR, aos patrocinadores BR Insurance e Honey Stinger, e ao nosso técnico Henrique Furtado pelo treinamento físico e psicológico que vem realizando com a gente. Foi um final de semana muito proveitoso, agora é foco total no campeonato brasileiro”, completa Bruna. 

“Mais um top10 na Super Elite e motivação a mil para o Campeonato Nacional dentro de três semanas” – comenta Érick Bruske, que faturou o segundo lugar na categoria sub-23 e o top 8 na elite, evoluindo rapidamente rumo ao principal objetivo de 2017,  Campeonato Brasileiro de MTB XCO, nos dias 22 e 23 de julho em Domingos Martins/ES.

Diogo Malagon – Foto: Erik Coser / Divulgação / XTerra

Triathlon Cross – Depois de algumas provas de mountain bike e toda aprendizagem adquirida no cruzamento de modalidades ao longo do primeiro semestre, Diogo Malagon retornou a sua especialidade: Triathlon Cross. A nova fase do ano não poderia começar melhor, com vitória na TerraX3:

“Fui para a prova com grande volume de treinos da semana e sabendo que seria um dia duro.  Fiz uma boa largada me colocando no pelotão de frente na natação, com uma rápida transição sai para pedalar junto com mais 2 atletas, subi na minha bicicleta. Com cerca de 15 minutos do percurso, surgiu a oportunidade em uma longa subida, com força total nos pedais consegui abrir vantagem e mantive a alta intensidade até o final do percurso. Iniciei a corrida na liderança, consegui abrir mais uma pequena diferença, completando a prova na primeira colocação. 

Andre Bretas em Valdivia, no Chile – Foto: Divulgação

Enduro World Series – Enquanto os atletas da Specialized Racing BR conquistavam resultados expressivos no Brasil, o piloto de mountain bike André Bretas escrevia sua história no Enduro World Series (EWS Millau), na França, ao conquistar sua melhor colocação no circuito mundial (39ª posição).

“Mais uma prova super dura como de costume. Muita chuva e lama, comecei a corrida com dois tombos logo no primeiro estágio, fui crescendo na prova, terminando a última especial do primeiro dia na 19ª colocação, na frente de dois dos três primeiros do campeonato. (Confesso que fiquei emocionado pois um destes cara era Sam Hill, quando eu era mais novo sonhava em um dia pelo menos poder ver ele andando de perto)”, revela Bretas, único brasileiro no EWS. 
 
“Segui para o segundo dia confiante em um bom resultado, mas logo no segundo estágio bati muito forte contra uma pedra e tive problemas mecânicos (câmbio e corrente). Foi uma luta completar a prova, pois eu so teria oportunidade de voltar ao boxes para consertar a bike entre os estágios 8 e 9. Mesmo assim deu certo, volto pra casa feliz em comemorar minha melhor colocação no EWS até o momento” – completa Bretas com 50 minutos e 51 segundos acumulado de prova, pouco mais de 3 minutos do campeão (Adrien Dailly) após 9 estágios cronometrados.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização