25 de maio de 2024
Érick Bruske - Foto: Divulgação

Érick Bruske surpreende a elite nacional do MTB no Brasil Ride Warm Up

Atletas da equipe Specialized Racing BR fazem bonito nos três dias de disputas da competição realizada em Botucatu (SP)

O catarinense Érick Bruske mostrou no último final de semana porque é apontado como um dos principais ciclistas da nova geração. Aos 20 anos, o jovem despontou ao superar os favoritos e conquistar a vitória no primeiro dos três dias de disputas da competição Brasil Ride Warm Up, em Botucatu (SP).

“Muito contente em sair com a vitória no primeiro dia de disputa da Brasil Ride Warm Up em Botucatu”, comenta Erick, que completou a prova em 31 minutos e 26 segundos.

“Dias de luta, dias de glória! Baita experiência largar ao lado das grandes feras do MTB Marathon (XCM) no Brasil e de quebra vencer o Prólogo. Como tenho mais duas provas UCI classe C2 pela frente, optei por não largar para a duríssima etapa do terceiro dia”, completou Érick, que tem como próximos compromissos a Taça Brasil MTB XCO, em Goiânia (GO), seguido pelo XCO Internacional da Estrada Real, no dia 2 de julho, em Santana dos Montes (MG).

Ainda na Elite Masculino, o atleta Diogo Malagon, que é especialista em triathlon cross, também marcou presença nos três dias de muito MTB. “Essa foi minha primeira experiência em prova de XCM de estágios. Começamos na quinta-feira (15) com um prólogo de 11km e um circuito bem seletivo com trechos rápidos, técnicos, duras subidas e descidas. Largamos em baterias de 10 atletas a cada minuto; fiz um bom tempo, levando em consideração a ordem de minha largada, número 55. No dia seguinte, sexta-feira (16), seria a primeira prova realmente de XCM, largamos para pouco mais de 80km com uma serra bem dura, onde todos os atletas tiveram que empurrar a bike. Senti muito o ritmo da competição e cheguei esgotado ao final do estagio. No terceiro estágio, seriam 107 km com 5 duras serras com descidas bastante técnicas; fiz uma prova muito cadenciada nas subidas e procurei me desgastar o mínimo possível nas descidas. No final das contas foi uma ótima experiência e com certeza saio fortalecido e pronto para o próximo desafio” – conta Malagon que almeja o título do circuito XTerra 2017.

No Feminino, a ciclista local Larissa Brasa fez bonito ao conquistar o título de campeã na categoria Sub-23, após pouco mais de 3 horas de disputas da prova única de mountain bike maratona (XCM) com aproximadamente 70 quilômetros de extensão.

Foto: Divulgação

Outro desempenho de respeito foi o top 5 de Janet Correia na Elite Feminino, após três dias de provas no Brasil Ride Warm Up. A funcionária da Specialized Brasil, atual bicampeã do MTB 12 horas Solo, concilia sua rotina de trabalho na sede da empresa em São Paulo com pedaladas em altíssimo rendimento.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização