29 de maio de 2024
Foto: Thiago Lemos

Organização da CIMTB emite nota de esclarecimento sobre a desclassificação de atleta

Desentendimento entre Luiz Henrique Cocuzzi e Henrique Avancini resultou na eliminação do primeiro e multa para o segundo

Um desentendimento entre altletas protagonizou a prova de Short Track da Copa Internacional de Mountain Bike (CIMTB) por pouco não tirou o brilho da competição, realizada ontem em São João del-Rei (MG). Luiz Henrique Cocuzzi (Equipe Lar/Scott/Kuruma/KMC/Penks) estava na liderança da prova quando houve um contato físico entre sua bicicleta e a do segundo colocado, Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing), que reustou na queda dos dois.

Após uma troca de insultos, cada um pegou sua bike e seguiu a prova, com Cocuzzi em primeiro lugar e Avancini em segundo. O fato foi avaliado pelo comissário convocado pela União Ciclística Internacional, Felipe Cunha de Almeida, que decidiu pela eliminação de Luiz Henrique Cocuzzi e por uma multa a Henrique Avancini. Com isso, Henrique Avancini ficou com a primeira colocação e Sherman Trezza (Caloi Elite Team) foi o vice-campeão, o que gerou protestos de Cocuzzi e de alguns espectadores da prova.

Disputa entre Luiz Henrique Cocuzzi e Henrique Avancini terminou em confusão – Foto: Reprodução / Facebook

De acordo com Cocuzzi, a desclassificação ocorreu sem oportunidade de defesa. “Na chegada, sofri ofensas verbais cujo minha índole não convém falar. Logo [depois da prova] fui chamado [pelos organizadores] e soube que havia sido desclassificado com uma acusação de ter agredido o atleta. Sequer tive oportunidade de defesa, visto que a decisão havia sido tomada com base na sua declaração, desconsiderando os outros atletas presentes no momento”, afirmou.

Já a organização da prova, em nota distribuída à imprensa, diz que segue à risca as regras da UCI (União Ciclística Internacional), CBC (Confederação Brasileira de Ciclismo) e federações estaduais, e que cabe aos comissários internacionais da UCI e comissários brasileiros a decisão de situações que necessitam de interpretação às regras e às punições referentes à competição.

“A organização ressalta que a prova de XCC (Short Track) é uma competição curta, de explosão, contato físico frequente de forma involuntária e que leva o competidor ao esforço extremo em um pequeno intervalo de tempo. Hoje temos um grande número de atletas competindo em alto nível em provas internacionais representando o Brasil e em todas as etapas da CIMTB Levorin eles dão um show, juntamente com todos os outros atletas das demais categorias.

Nestes mais de 20 anos vimos disputas eletrizantes entre os principais atletas brasileiros e internacionais. Desejamos que o espírito de amizade e integração, marcantes no mountain bike, seja sempre colocado em primeiro lugar juntamente com o respeito às regras e o espírito esportivo e que todos os atletas e suas equipes (envolvidos ou não no incidente deste final de semana) reflitam sobre o que aconteceu pois continuarão largando lado a lado representando suas equipes e nosso país pelo mundo afora”, diz o comunicado.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização