25 de abril de 2024
Renato Rezende - Foto: Craig Dutton / UCI

Copa do Mundo de BMX e XTerra são destaques da agenda dos atletas Shimano neste fim de semana

Enquanto os pilotos Renato Rezende e Priscilla Stevaux representam o Brasil na Bélgica, Sabrina Gobbo e Laura Mira competem no XTerra em Ilhabela (SP)

O fim de semana será intenso para os atletas do Shimano Sports Team. Enquanto na Bélgica, o carioca Renato Rezende (GT Bicycles/Nissan/Shimano) e a sorocabana Priscilla Stevaux (Caixa/Frootiva/Shimano) terão pela frente duas provas da etapa de Heudsen-Zolder da Copa do Mundo UCI de BMX Supercross, em Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, a campineira Sabrina Gobbo (Trek/Pearl Izumi/Shimano) e a mineira Laura Mira (Team Oggi/Isapa) encaram a principal prova da temporada do XTerra Brazil Tour.

Após disputarem a etapa holandesa da Copa do Mundo de BMX, no fim de semana passado, Renato Rezende e Priscilla Stevaux fizeram nesta sexta-feira (12) o primeiro treinamento no Circuito de Zolder. A pista belga tem 384 metros de comprimento, com as curvas todas em asfalto e uma superfície que permite aos pilotos andarem em todas as condições meteorológicas. “Fizemos o primeiro treinamento e me senti bem. A pista é muito bacana, já havia andado nela em 2015, e estou feliz de estar aqui e ter mais duas provas para competir. Estou empolgado e espero chegar às finais dos dois dias. Esse é meu principal objetivo”, conta Rezende.

Priscilla Stevaux – Foto: Divulgação

Nas duas provas realizadas em Papendal (HOL), Renato e Priscilla tiveram um bom desempenho. Renato teve seu melhor resultado no primeiro dia, quando chegou muito próximo das semifinais, encerrando em 19º lugar, no dia 2 ele foi o 41º, entre 180 inscritos. Priscilla foi melhor no segundo dia, ao chegar às semifinais, encerrando em 15º, após o 26º no dia anterior. Assim como na holanda, na Bélgica os pilotos terão dois dias distintos de prova, tendo em base o novo formato adotado pela UCI (União Ciclística Internacional) a partir deste ano. As duas disputas são independentes, com treinos, qualificatórias e fases eliminatórias no mesmo dia, e não mais como antes, quando havia o contra-relógio no primeiro dia e a competição apenas no segundo.

XTerra Ilhabela – Sabrina Gobbo e Laura Mira estão em Ilhabela, onde disputam na manhã deste sábado a quarta etapa do XTerra Brazil Tour. A largada será às 8h na praia do Perequê, com 1,5 km de natação, 24,2 km de mountain bike e 8 km de trail run (corrida de montanha). Para Sabrina Gobbo, a etapa é de suma importância para as pretensões da atleta de manter o título de campeã geral do circuito brasileiro. Sabrina é a segunda colocada após três disputas realizadas, com 151 pontos, contra 175 da líder Isabella Ribeiro.

“Essa prova é a que eu mais gosto e a principal do circuito brasileiro. Para mim, a vitória é necessária para eu seguir firme na briga pelo título. Ou então, seria importante terminar na frente da Isabella Ribeiro. Caso isso não aconteça, ela abrirá uma vantagem muito grande, e minhas chances de ganhar o campeonato seriam muito pequenas, apesar de ainda ter outras provas. Ilhabela é a que vale mais pontos na temporada. Em caso de vitória, eu igualo ela no ranking”, conta Sabrina. “Por conta dessa disputa intensa estou mais ansiosa e apreensiva do que nunca para esta etapa. Tive uma lesão que me atrapalhou muito nas competições anteriores e agora estou recuperada e mais confiante, embora tenha perdido para ela nas duas provas que disputei, decididas sempre na parte da corrida”, complementa.

Sabrina destaca outro fator que pode ser importante na disputa paulista. “Outra questão é que o tempo está muito inconstante em Ilhabela. Tem dia que faz sol, dia que chove. Então não sei com qual bike vou, porque a minha bicicleta antiga tem pneus de chuva e a nova não. Por ter chovido muito recentemente, há muitas raízes expostas nas trilhas e, se por acaso chover no dia, aí ficará muito liso e escorregadio”, finaliza a ciclista de Campinas radicada em São Paulo.

Para Laura Mira, será sua estreia no circuito brasileiro. Na atual temporada, Laura apenas competiu nas provas do Tour XTerra Pan-Americano, ocupando o terceiro lugar do ranking, com 154 pontos, contra 217 da líder Suzie Snyder (EUA) e 184 de Kara LaPoint (EUA). “Cheguei quarta-feira (10) em Ilhabela e já fiz o reconhecimento do percurso. Naquele dia estava chovendo, e agora, faltando um dia, está sol. A expectativa é para que o tempo fique firme, para o percurso estar seco e ‘pedalável’. O MTB está mais técnico em alguns pontos do que o ano passado, com muitas trilhas e travessia de cachoeiras. Na corrida tiraram um trecho grande que era de asfalto, para ter mais partes na terra, ou seja, está super desafiador e bacana a trail run“, avalia Laura.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização