18 de abril de 2024

Campanha do Metrô de São Paulo sobre o uso de bicicleta gera críticas na web

Na peça publicitária, a figura de um rapaz com sua bike é envolto em um sinal de proibido, com mensagem que, segundo ciclistas, pode dar margem a falsa interpretação

Uma campanha veiculada pelo Metrô de São Paulo e pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) está gerando uma série de críticas por parte de ciclistas e ativistas da mobilidade que utilizam este meio de transporte. 

Na peça publicitária, a figura de um rapaz com sua bike é envolto em um sinal de proibido, com a seguinte mensagem:

“A bike facilita sua vida, mas pode atrapalhar a de outras pessoas”.

Embora a frase no lado direito – em letras bem menores – tentem justificar o conceito, críticos da campanha, como a cicloativista Renata Falzoni questionam a validade do aviso:

“A primeira impressão é a que fica! O que se interpreta de um comunicado com um jovem negro empunhando uma bicicleta encaixado em um sinal de proibido?’.

A cicloativista diz ainda que a campanha, não apenas confunde, como ao invés de promover o uso do modal de transporte, contribui para a “bikefobia”. “Nos dois primeiros anos de bikes no metro não houve uma única queixa sequer entre usuários!”, publicou Renata em seu perfil no Facebook.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização