29 de maio de 2024

Documentário que acompanha a rotina de ciclistas em SP é disponibilizado no YouTube

Disponível nos cinemas de todo o país desde o dia 26, filme Ciclos agora pode ser visto gratuitamente. Produção é da Vice em parceria com o Itaú

Um documentário criado para mudar o jeito que enxergamos a cidade e seus caminhos. Essa é a proposta do curta-metragem Ciclos, que acompanha a rotina de um grupo de ciclistas em São Paulo. Fruto de uma parceria entre o Itaú e a produtora Vice, o filme mostra como o simples uso da bicicleta mudou a vida de três personagens paulistanos, a advogada Lorena Garrido, a empresária Carolina Ikeda e o professor e ativista Eduardo Magrão.

Dirigido por Alexandre Charro, o documentário opta por um retrato menos romantizado e mais realista em torno da bicicleta e de seu papel em um contexto social. O curta-metragem apresenta o cotidiano de Magrão, Carol e Lorena que, com estilos distintos, têm em comum o uso da bicicleta como um agente transformador de suas vidas. Magrão conta as dificuldades de se morar em uma região da cidade sem estrutura que facilite o uso da bike como meio de transporte. A advogada e atriz Lorena quer mudar seus hábitos sedentários e passar a usar a bicicleta para se locomover e se exercitar. Já Carol, que há pouco tempo se demitiu de um emprego burocrático, mudou seu estilo de vida e enfrenta os desafios de começar um negócio de entrega de flores com bicicleta.

Apresentado pela primeira vez em uma exibição ao ar livre no Largo da Batata, em São Paulo, com direito a festa, food trucks e brincadeiras para crianças, o documentário chegou aos cinemas de Brasília (DF), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP) desde o dia 26 de janeiro e agora pode ser assistido diretamente no canal do Itaú no YouTube. Confira!

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização