19 de maio de 2024

São Paulo lança site com registro de bicicletas roubadas e apreendidas

Proprietário e comprador podem verificar a procedência de bikes e as vítimas de crimes vão conseguir localizar rapidamente os equipamentos apreendidos pela polícia

A Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo lançou uma página em seu portal para consulta online do número de série de bicicletas. Com isso, o cidadão pode verificar a procedência das bikes que tem ou que pretende comprar.

Na página de consulta, é possível ao proprietário localizar sua bicicleta furtada ou roubada, caso ela tenha sido apreendida pelas polícias Civil ou Militar.

“Isso é fruto daquele grupo de trabalho, que criamos há alguns meses, envolvendo ciclistas e autoridades de segurança pública”, comentou o secretário de Segurança Pública de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho. “Agora, a partir de hoje, estará disponível no site da SSP essa consulta sobre bicicletas furtadas e roubadas”.

Desde o ano passado, o sistema de Registro Digital de Ocorrências (RDO) já conta com um campo específico para o registro do quadro da bicicleta. O banco de dados da nova página será alimentado por essas informações, coletadas pela Coordenadoria de Análise e Planejamento (CAP) da SSP.

No site, será necessário digitar o número de série da bicicleta. No equipamento, essa informação fica no quadro próximo ao guidão. Caso haja boletim com esse número, a página dará uma das situações: “impedida”, para bicicletas cadastradas como furtadas, roubadas e extraviadas; ou apreendida, para os casos em que a polícia tenha localizado a bike.

Para que o sistema funcione da melhor maneira possível, é importante que as vítimas de crimes registrem boletins de ocorrências, sempre informando o chassi, assim como já ocorre com os números de identificação de celulares.

Serviço

Cadastro de Bicicletas

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização