23 de abril de 2024
Foto: Divulgação / Prefeitura de Uberlândia

Uberlândia (MG) inaugura sistema de bicicletas compartilhadas

Cidade do Triângulo Mineiro é a primeira do interior do estado e a décima quinta do país a disponibilizar o serviço

A população de Uberlândia (MG) conta agora meio de transporte alternativo contribui para melhoria da mobilidade urbana de forma saudável e sustentável, além de incentivar a prática da atividade física e o lazer. A cidade mineira inaugurou esta semana o serviço de compartilhamento de bicicletas Udi Bike, composto por 40 bicicletas distribuídas em quatro estações.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Uberlândia

Uberlândia é a segunda cidade de Minas Gerais, primeira do interior do Estado e a décima quinta do país a disponibilizar esse sistema. O projeto faz parte do programa Uberlândia Planejada, lançado pelo prefeito Gilmar Machado, que prevê diversas obras e intervenções para melhorar a mobilidade em toda a cidade.

As estações de acesso às bicicletas estão localizadas no Centro de Tecelagem Fios do Cerrado, no cruzamento das avenidas Rondon Pacheco e João Naves de Ávila, em frente ao Teatro Municipal e na Granja Marileusa (na avenida Floriano Peixoto).

O Município espera estender o projeto para outras regiões da cidade, mas para isso é necessário que outras empresas também demonstrem interesse em participar da iniciativa. “Queremos ampliar este projeto e facilitar a mobilidade das pessoas através do uso de bicicletas. Os pontos são sempre em locais estratégicos, fazendo com que os usuários também conheçam a cidade e convivam com novos espaços”, disse o prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Uberlândia

Para ter acesso às bicicletas, os usuários devem fazer um cadastro e adquirir passe no site do Udi Bike. Depois, o interessado deverá optar pelo plano ao qual deseja aderir. A bicicleta é retirada em uma das quatro estações e pode ser devolvida em qualquer uma delas. O valor da diária é de três reais; o plano semanal custa R$ 10; mensal R$ 20 e o anual R$ 50, sendo que é possível ficar, no máximo, duas horas com a bicicleta. Após este período, é necessário aguardar dez minutos para renovar o passe.

A compra dos passes é feita por meio de cartão de crédito. As horas excedentes são cobradas separadamente.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização