18 de abril de 2024
Fábio Takayanagi - Foto: Rodrigo Philipps / Shimano

Brasileiro assume a presidência da Shimano American Corporation

Fábio Takayanagi irá acumular as funções de presidente da Shimano Latin America e da divisão de componentes para bicicletas da empresa, nos Estados Unidos

A partir de 1º de janeiro de 2017, um brasileiro será o responsável por liderar nos Estados Unidos os negócios do maior fabricante de componentes para bicicletas do mundo. Fábio Takayanagi, de 49 anos, atual presidente da Shimano Latin America, passará a acumular também o cargo de CEO da divisão de componentes para bicicleta da Shimano American Corporation, nos Estados Unidos.

Com a mudança para os EUA, Takayanagi assume um mercado maduro e bastante representativo para a marca, como é o segmento de bike norte-americano. O executivo morou os últimos quatro anos no Japão, de onde comandava as operações nos mercados emergentes, incluindo China, onde exercia também a função de CEO da Shimano Shanghai.

Nascido em São Paulo e graduado em Osaka, no Japão, Fábio é pai de dois filhos que vivem com ele e sua esposa no Japão. Formado em línguas pela Kansai Gaidai University de Osaka e com MBA na I.E. Business School Madrid (Espanha), Fábio Takayanagi iniciou a carreira no mercado automobilístico, na Suzuki Japão, com passagens pela Suzuki na Espanha, Argentina, México e Brasil. No Brasil, foi diretor financeiro e diretor comercial da Suzuki.

Motivado pelo ideal de trabalhar com um produto mais sustentável e menos poluente, Fábio viu na Shimano a oportunidade de concretizar esse ideal. Quando juntou-se à empresa, o executivo literalmente trocou o carro pela bicicleta e sob seu comando, a marca tem exercido papel de destaque na profissionalização do mercado latino-americano, na popularização do lifestyle e cultura da bike assim como o desenvolvimento do esporte.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização