22 de maio de 2024
Foto: Levy Ferreira / SMCS / Prefeitura de Curitiba

Licitação para bicicleta pública em Curitiba (PR) terá nova sessão dia 10

Sistema de bicicletas compartilhadas da cidade está previsto para entrar em operação em janeiro de 2017

A licitação do sistema público de bicicletas compartilhadas da cidade de Curitiba (PR) dá mais um passo na próxima semana com a realização de sessão pública para divulgação do resultado de análise de proposta técnica e abertura de envelope de documentação do consórcio concorrente. A sessão será às 9h de segunda-feira (10).

A amostra dos equipamentos (paraciclos e bicicletas) foi apresentada na última quinta-feira (29) e avaliada por uma equipe formada por técnicos da URBS (empresa de economia mista que controla o sistema de transporte público da cidade de Curitiba), do Instituto de Pesquisa Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) e da Secretaria Municipal de Trânsito. O parecer da equipe técnica será agora analisado pela comissão de licitação que anunciará o resultado dessa análise também na sessão pública da próxima segunda-feira.

Respeitados os prazos legais, a previsão é que a licitação esteja concluída até o fim deste mês. A expectativa é iniciar o primeiro sistema público de locação e compartilhamento de bicicletas de Curitiba até o início de janeiro.

No total,43 estações serão instaladas em diferentes pontos da cidade, com a oferta total de 480 bicicletas. Na primeira etapa serão instaladas 25 estações e 280 bicicletas. Para as outras 18 estações e 200 bicicletas, o prazo será de mais 65 dias.

De acordo com o edital, as estações deverão oferecer acesso gratuito à internet e disponibilizar ao usuário mapa de localização das demais estações e da estrutura cicloviária da cidade, o que será feito também por aplicativo. As bicicletas, além de ergonômicas, deverão ser equipadas com GPS e sistema de bloqueio para inibir roubo, bagageiro, luz traseira vermelha e luz dianteira branca e outros itens de segurança previstos no Código de Trânsito Brasileiro.

Na amostra apresentada, as bicicletas também trazem dispositivo que permitirá, no futuro, a utilização também no sistema elétrico. O usuário também poderá usar sistemas de indicação de endereços, acoplando seu celular à bicicleta.

A proposta de preços, apresentada em sessão pública realizada no dia 2 de setembro e aprovada pela comissão, prevê um valor total de R$ 71 – o teto máximo definido pelo edital é de R$ 72. A proposta aprovada é de R$ 54 para o passe semestral; R$ 12 para o passe mensal; e R$ 5 a diária.

Licitação – na modalidade concorrência pública pela melhor oferta – prevê a contratação de concessionária para prestação de serviço público de locação de bicicletas em Curitiba. Caberá ao concessionário a implantação, a operação, a manutenção, o monitoramento do serviço integrado de bicicleta pública no município.

Publicado no dia 23 de junho deste ano, o edital e demais documentos da licitação estão disponíveis no site da URBS.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização