25 de maio de 2024
Foto: Divulgação

Fernanda Garcia garante pódio e mantém a liderança do Troféu Brasil de Triathlon 2016

Com o resultado obtido na quarta etapa, a triatleta santista aumenta a diferença para Rosecler Costa, segunda colocada no campeonato

A santista Fernanda Garcia garantiu na manhã deste domingo (18) a manutenção da liderança no Troféu Brasil de Triatlhon 2016. A quarta etapa da competição foi realizada em Santos, com Fernanda completando a disputa na terceira colocação, em 2h16min55. A campeã foi Carolina Furiela, seguida por Diana Franco. Entre os homens, o título ficou com Reinaldo Colucci, com Almir Martins e Iuri Josino completando as três primeiras colocações.

A triatleta encarou, na Ponta da Praia, 1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e outros 10 km de corrida nas ruas de Santos. “A natação foi bem tranquila. O mar estava uma piscina. O ciclismo se tornou um pouco mais travado devido ao traçado ter muitas curvas e retornos. Saí para correr na terceira colocação e mantive este posto até cruzar a linha de chegada”, relatou Fernanda Garcia.

Com esse resultado, Fernanda manteve-se com folga na liderança geral da disputa profissional feminina, após ter vencido as três primeiras etapas da atual temporada, duas em Santos e outra em São Paulo. Somando mais 113 pontos no ranking, Fernanda Garcia tem agora 608 pontos contra 543,5 de Rosecler Costa, quarta colocada neste domingo.

Restam duas etapas para o encerramento do Troféu Brasil de Triathlon. A penúltima será realizada no dia 16 de outubro, em Santos, e a sexta e decisiva etapa será no dia 11 de dezembro, também na cidade da Baixada Santista. Além da liderança no Troféu Brasil, Fernanda também é a primeira colocada do Circuito Nacional Sesc Triathon, restando três etapas a serem disputadas: Salvador (25/09), Fortaleza (17/10) e Tramandaí (27/11).

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização