25 de abril de 2024
Atletas encaram trilhas na Brasil Ride - Foto: Wladimir Togumi / Brasil Ride

Warm Up Santa Catarina da Brasil Ride estreia em Florianópolis neste fim de semana

Competição inédita de mountain bike tem início sábado (6) no Resort Costão do Santinho e continua no dia seguinte em São Pedro de Alcântara

Uma disputa inédita com fortes emoções e de tirar o fôlego. É isso que promete o Warm Up Santa Catarina da Brasil Ride neste fim de semana, com provas no Resort Costão do Santinho, em Florianópolis, e no município vizinho de São Pedro de Alcântara. Com 450 inscritos, de 103 cidades e 16 estados brasileiros, o evento reunirá no sábado e domingo (6 e 7) alguns dos principais ciclistas de MTB do país, como o catarinense Ricardo Pscheidt, o mineiro Hugo Prado Neto e o suíço Lukas Kaufmann, na Elite Masculina, e atletas como a paulistana Viviane Favery e a catarinense Ana Luisa Panini, na Feminina.

Pelotão após a largada - Foto: Ney Evangelista / Brasil Ride
Pelotão após a largada – Foto: Ney Evangelista / Brasil Ride

Assim, após estar presente nas regiões Nordeste e Sudeste do Brasil, chega a vez do Sul fazer parte do calendário de provas da principal ultramaratona de MTB das Américas. “Nós da organização da Brasil Ride sentíamos há algum tempo que já estava na hora de expandir ainda mais a realização do evento no território brasileiro. O primeiro passo visando esse objetivo foi o de levar a prova para Santa Catarina, um estado muito tradicional no esporte, com grandes nomes na história do ciclismo e locais excelentes para a prática do MTB”, enaltece Mario Roma, fundador do evento.

A Warm Up Santa Catarina da Brasil Ride será um marco na história do mountain bike nacional por contar com altimetrias desafiadoras, tanto na categoria Pro quanto na Sport. O primeiro dia de disputas terá a categoria pró, com largada e chegada no início da tarde do sábado no Resort Costão do Santinho, patrocinador principal do evento, onde os ciclistas pedalarão o prólogo de 16 km. No domingo (7), o desafio será intenso em São Pedro de Alcântara. Enquanto a categoria sport terá 60 km e 2.000 metros de ascensão acumulada, na pró os atletas enfrentarão 108 km, com a altimetria histórica de 3.719 metros, nunca antes atingida em uma prova de MTB no País.

Hugo Prado Neto - Foto: Ney Evangelista / Brasil Ride
Hugo Prado Neto – Foto: Ney Evangelista / Brasil Ride

Bicampeão do Festival Brasil Ride Botucatu e um dos principais favoritos ao título do Warm Up Santa Catarina, o mineiro Hugo Prado está preparado para esse desafio inédito. “Espero uma prova dura, em que experiência em disputas longas, estratégia correta e força mental farão a diferença. Quanto mais longo o tipo de esforço e aeróbico, mais acredito no meu potencial como atleta, porque essa é minha especialidade e também onde me sinto confortável”, destaca Hugo Prado Neto.

Viviane Favery - Foto: Armin Kustenbruck / EGO-Promotion
Viviane Favery – Foto: Armin Kustenbruck / EGO-Promotion

Atual campeã da Brasil Ride na Bahia, Viviane Favery encara o Warm Up SC como preparação não só para a ultramaratona, entre 15 e 22 de outubro, mas também para o Campeonato Nacional, daqui 20 dias, em São Fidélis (RJ). “A altimetria vai exigir demais do atleta, então por mais que seja um excelente treinamento para eventos como Brasileiro de Maratona e a Brasil Ride, por si só exige uma preparação muito intensa. Um teste duro, que não será fácil. Espero fazer uma preparação para esses dois eventos, fazendo muita força e é bem importante chegar lá descansada para obter o melhor resultado”, conta Vivi.

Ricardo Pscheidt - Foto: Ney Evangelista / Brasil Ride
Ricardo Pscheidt – Foto: Ney Evangelista / Brasil Ride

Dicas para Maratona – Tricampeão brasileiro de Cross Country Olímpico (XCO) e um dos mais experientes na disputa da elite masculina, Ricardo Pscheidt dá dicas para ciclistas que, assim como ele, não são ciclistas de Maratona (XCM). “Mesmo sendo atleta do Cross Country Olímpico, sempre gostei de provas longas e em alguns dos meus treinos também simulam grandes distâncias. Para quem compete na mesma modalidade que eu, o XCO, aconselho que devemos sempre dosar muito bem o ritmo para não ficar sem energia no final. Deve-se prestar também muita atenção na hidratação e alimentação durante a competição”, conta Pscheidt.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização