23 de abril de 2024
Trek Slash 9.8

Trek renova sua linha Slash de bicicletas de Enduro de alta performance

Totalmente remodelada, a bike utilizada pela equipe Trek Factory Racing nos circuitos do Enduro World Series chega às lojas a partir de outubro

Pouco a pouco, as novidades em bicicletas para 2017 vão surgindo e nos revelam as próximas tendências em tecnologia para a próxima temporada. Entre os modelos de MTB Enduro, destaca-se a Trek Slash, que apresenta uma série de novidades em relação ao modelo atual.

O investimento pesado em uma das equipes mais fortes do cenário do Enduro World Series (EWS) resultou em um excelente feedback para o fabricante, que utilizou a experiência de ciclistas como Tracy Moseley, Casey Brown e Dan Atherton para produzir uma bike de Enduro com características únicas.

Trek Slash 2017
Trek Slash 2017

Ao contrário das demais linhas de bicicletas da marca estadunidense, que utilizam rodas de diferentes diâmetros de acordo com o tamanho do quadro, a Slash 2017 será produzida apenas na versão 29er, abandonando de vez as rodas 27.5″ presentes nos modelos 2016.

De acordo com Tracy Moseley, atleta nº 1 no ranking do EWS em 2015, a escolha pelas rodas de 29 polegadas “proporcionou uma maior confiança na bike nos trechos mais técnicos e velozes dos circuitos internacionais de Enduro”.

A nova Trek Slash é construída a partir de um quadro de fibra de carbono OCLV, com balança traseira e link do amortecedor no mesmo material.

Para 2017, o fabricante abandona o design curvo do tubo inferior na região próxima ao tubo de direção. Desenvolvido para evitar que o garfo de suspensão danifique acidentalmente o quadro ao ser virado, este tipo de construção tem o inconveniente de ser pouco rígido em relação aos tubos inferiores retos.

A nova caixa de direção Knock Block possui limitadores de curso ajustáveis que impedem que o garfo da bicicleta atinga o quadro, danificando-o
A nova caixa de direção Knock Block possui limitadores de curso ajustáveis que impedem que o garfo da bicicleta atinga o quadro, danificando-o

A solução encontrada pela Trek consistiu na utilização de uma nova caixa de direção denominada Knock Block, com limitadores de curso ajustáveis que impedem seu giro total, possibilitando o uso de um downtube reto e reforçado, o que resultou em um quadro com índices de rigidez similares ao de uma bike para Downhill.

Um escudo especial, localizado logo abaixo do tubo proporciona uma proteção extra ao quadro, inclusive durante o transporte no rack do carro.

Detalhe da construção reta do tubo inferior, que proporciona maior rigidêz ao quadro da Slash 2017
Detalhe da construção reta do tubo inferior, que proporciona maior rigidêz ao quadro da Slash 2017

O triângulo traseiro utiliza a tecnologia de suspensão proprietária Active Breaking Pivot (ABP), que permite que a mesma permaneça ativa mesmo quando os freios são acionados, aumentando o controle da bicicleta mesmo em situações críticas.

A tecnologia Active Breaking Pivot (ABP) permite que a suspensão da Trek Slash continue trabalhando mesmo quando os freios da bike são acionados.
A tecnologia Active Breaking Pivot (ABP) permite que a suspensão da Trek Slash continue trabalhando mesmo quando os freios da bike são acionados.

Os stays superiores da balança traseira são conectados ao link do amortecedor através do pivô excêntrico Mino Link, que pode ser montado invertido, alterando a geometria da bike de acordo com o gosto do usuário. Em sua posição original, o Mino Link proporciona um ângulo da caixa de direção de 65.6º, podendo ser alterado para 65.1º através de sua inversão. Com esta alteração, a altura do movimento central da bike também abaixa levemente, tornando-a mais estável nas descidas.

Localizado na parte interna da junção entre o link do amortecedor e a balança da suspensão, o o pivô excêntrico Mino Link permite alterar a geometria da bike através de sua montagem invertida
Localizado na parte interna da junção entre o link do amortecedor e a balança da suspensão, o o pivô excêntrico Mino Link permite alterar a geometria da bike através de sua montagem invertida

Para compensar a alteração da geometria proporcionada pelas rodas maiores, a nova Slash perde 10mm de curso de amortecimento traseiro, passando de 160 para 150mm. Na outra extremidade da bike, entretanto, permanece a utilização de um garfo de suspensão com curso ajustável, com 130mm para utilização em subidas ou 160mm para despencar morro abaixo!

A linha Slash utiliza o amortecedor traseiro fixado diretamente no quadro
A linha Slash utiliza o amortecedor traseiro fixado diretamente no quadro

Para 2017, a Trek Slash abandona o sistema de suspensão Full Floater e passa a fixar o amortecedor traseiro diretamente no triângulo principal. O motivo foi proporcionar uma máxima rigidez do quadro e uma construção mais sólida, além de proporcionar maior espaço para uniões mais firmes e stays mais resistentes.

O quadro utiliza o padrão Boost de eixos de rodas, o que permite a utilização de rodas aro 29″ com até 2.6 polegadas de largura.

Construído para ser utilizado com transmissões de coroa única (1x), o quadro da Trek Slash não possui nenhum tipo de ancoragem para câmbios dianteiros, resultando em linhas suaves e harmoniosas, graças também ao roteamento interno de todos os cabos e conduítes.

Linha Trek Slash 2017 – Composta por dois modelos, a nova linha Trek Slash compartilha o mesmo quadro de fibra de carbono OCLV e o sistema de transmissão 1x, diferenciando-se pelos componentes e acessórios utilizados.

Trek Slash 9.9 RSL

Trek Slash 9.9 RSL
Trek Slash 9.9 RSL

O modelo topo de linha virá equipado com o grupo transmissor SRAM X01 Eagle, de 1×12 e amortecedor Fox Float X2 de câmara dupla (piggyback).

Trek Slash 9.8

Slash_06

O modelo de entrada diferencia-se por seu quadro na cor preto fosco, equipado com grupo SRAM X1, garfo de suspensão RockShox Lyrik RC e amortecedor traseiro RockShoxSuper Deluxe RC3, rodas Bontrager Line Compe pneus 29 × 2.4 Bontrager.

Além dos modelos completos, a Trek disponibilizará também a venda do quadro avulso, equipado com amortecedor traserio Fox Factory Float X2, caixa de direção Knock Block e mesa Line Pro, com 35mm, nos tamanhos 15,5″, 17,5″, 19,5″ e 21,5″.

Em breve, maiores informações sobre preços, especificações técnicas e disponibilidade.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização